Adalberto Cavalcanti volta a cobrar medidas contra violência no sertão de Pernambuco

PTB Notícias 27/06/2016, 18:11


Imagem Crédito: João Ricardo/Liderança do PTB na Câmara

[vc_row][vc_column][vc_column_text css=”.vc_custom_1467062510497{margin-bottom: 0px !important;}”]O deputado Adalberto Cavalcanti (PTB-PE) voltou a cobrar do governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), mais policiamento no sertão do Estado, onde, segundo o parlamentar, o pacto pela vida deu lugar ao pacto pela morte.

“As famílias lá estão assustadas. O número de crimes aumenta a toda hora. Precisamos de mais policiais nos batalhões e nas cidades. O povo de Petrolina [PE] e Juazeiro [BA] anda aterrorizado pela falta de segurança na cidade, no campo, no interior, nas estradas. Há assaltos a bancos, assaltos a ônibus, e o governador, até o momento, não tomou providência nenhuma”, criticou Adalberto Cavalcanti, em discurso no plenário da Câmara no último dia 15.

O deputado também ressaltou que o caso da menina Beatriz ainda não foi solucionado. Com apenas sete anos de idade, ela foi assassinada em 10 de dezembro de 2015 com quase 50 facadas em uma sala de aula numa escola privada de Petrolina.

O parlamentar destacou que, até o momento, a Polícia Civil não conseguiu desvendar o crime, e a população está cobrando uma solução para o caso.

“A sociedade das duas cidades continua incrédula diante do fato. A Polícia Civil não chega aos assassinos. Já faz quase sete meses. Imaginem como estão os pais dessa garota. A cidade cobra. As pessoas criaram vários grupos de apoio ao caso Beatriz em Petrolina. Já entrou delegado, já saiu delegada, já trouxeram perito especial, já promoveram reuniões da imprensa. No entanto, não se resolve nada de concreto no momento”, lamentou.

Com informações da assessoria da Liderança do PTB na Câmara dos Deputados[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]