Adilson Amadeu aponta descaso de Kassab para prevenir enchentes

PTB Notícias 13/01/2011, 9:00


Ex-presidente da CPI das Enchentes da Câmara de São Paulo, o vereador Adilson Amadeu (PTB) discorda das recentes declarações do secretário de coordenação das subprefeituras do prefeitura e do próprio Gilberto Kassab, que na semana passada disseram que a capital paulista estaria “preparada para enfrentar as enchentes”.

Em vários depoimentos, conta o vereador, o prefeito e seus comandados têm falado de “pontos crônicos de alagamento” na cidade.

“Crônico não significa sem solução”, responde Amadeu.

“O que falta é trabalho.

É evidente que existem lugares em que são necessárias algumas obras mas, em outros, manutenção e limpeza de galerias e bueiros poderiam, ao menos, reduzir os danos.

“Para o parlamentar, parte do problema que penaliza a cidade anualmente está na forma como a prefeitura contrata os serviços.

“As empresas responsáveis pela poda de árvores não são as mesmas que fazem a varrição, que não são as que fazem a coleta.

As que fazem a limpeza manual, não são as mesmas que fazem a limpeza mecanizada dos bueiros, que também não são que limpam os córregos, nem limpam os piscinões.

Na hora de encontrar as falhas, um empurra a culpa para o outro e ninguém é responsabilizado.

“Para Amadeu, uma das soluções seria a divisão da cidade em consórcios que se responsabilizariam por todos esses serviços.

“Acabaria esse jogo de empurra”, diz.

“Além de concentrar os serviços, seria mais fácil fazer a fiscalização e a cobrança dos resultados junto às empresas e, assim, provavelmente elas investiriam mais em tecnologia e produtividade, o que não acontece hoje”, acrescenta o vereador.

ConsideraçãoAmadeu acusa ainda que o problema da cidade não passa pela falta de verbas.

“Em 2010, o prefeito nem usou toda o orçamento previsto (para serviços e obras contra enchentes.

Este ano já tem provisionamento, mas falta vontade política para fazer o que precisa ser feito.

O que a prefeitura já gastou com estudos, pesquisas e levantamentos dava para ter construídos 20 piscinões”, ilustra.

Mas a destinação equivocada das verbas que evitariam o nível de problemas gerados pelas últimas chuvas em São Paulo, aponta o petebista, também é cometida pela administração estadual, que teria reduzido a cerca de 20% o volume de recursos já previstos no Orçamento para a prevenção de enchentes.

O descaso com que Kassab trata o problema dos alagamentos na cidade ficou evidente, na opinião do vereador, quando ele presidiu a CPI das Enchentes, no ano passado.

“Eu solicitei ao prefeito que destacasse ao menos um engenheiro, um técnico, que me acompanhasse nos trabalhos.

Ele não mandou nenhum, nunca quis saber, ignorou completamente.

“O futuro da cidade é sombrio, na avalização de Amadeu.

“A água está se infiltrando de um tal jeito pelas ruas, que logo vamos ter verdadeirascrateras se abrindo na pela cidade.

Nossas galerias estão todas obstruídas e ‘atrasadas’ pelo menos 20 anos.

Sem vontade de fazer direito e sem fiscalização, vamos ter problemas ainda maiores.

” * Agência Trabalhista de Notícias com informações do Portal Rede Brasil Atual