Adriano e líderes da JPTB participam do Encontro de Gestores de Juventude

PTB Notícias 28/08/2013, 18:10


O presidente nacional da Juventude do PTB, Adriano Stefanni, acompanhado de Clovis Barreto Jr.

(membro da Executiva Nacional da JPTB e da Coordenação de Programas para a Juventude do Estado de São Paulo) e de Juliana Paiva da Fonte (secretária-executiva de Infância e Juventude de Gravatá, município de Pernambuco administrado pelo prefeito Bruno Martiniano, do PTB), participa do Encontro Nacional de Gestores Estaduais e Municipais de Juventude, que acontece de hoje (28/08/2013) até sexta-feira (30), em Brasília.

Participaram da abertura do encontro o ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência); a secretária nacional de Juventude, Severine Macedo; o presidente do Fórum Nacional de Gestores Estaduais, Gabriel Azevedo; o presidente do Conselho Nacional de Juventude, Alessandro Melchior, além de representantes do Poder Legislativo.

Adriano Stefanni ressaltou que esse encontro possibilitará a troca de experiências entre os gestores de Juventude de todo o país.

Adriano afirmou que a JPTB pretende apresentar suas sugestões e ideias para fortalecer e expandir as políticas públicas voltadas para o segmento jovem da população brasileira.

Ele assevera que a JPTB caminha de forma coesa, unida e contínua na busca pela construção e consolidação desse trabalho, no intuito de garantir aos mais de 50 milhões de jovens brasileiros um futuro mais justo, democrático, inclusivo e de oportunidades.

“Nós, da JPTB, consideramos que a sanção do Estatuto da Juventude consolidou anos de luta de partidos, sindicatos, entidades estudantis e movimentos jovens e sociais em busca de institucionalizar as demandas da juventude.

Mas não podemos parar por aí, não devemos nos satisfazer apenas com a criação da Política Nacional de Juventude.

É preciso estarmos atentos aos novos desafios que se impõem aos jovens, e o completo atendimento das necessidades deste público exige a permanente discussão e formulação de políticas para solucionar deficiências ainda não resolvidas”, diz Adriano.

Agência Trabalhista de Notícias, por Felipe MenezesFoto: Divulgação