Adriano entra com ação contra cartelização de serviços fotográficos

PTB Notícias 16/07/2012, 15:58


No final de 2011, Adriano Stefanni, membro do Diretório Estadual do Distrito Federal, entrou com uma ação judicial para acabar com a cartelização dos serviços fotográficos em colações de grau de nível superior.

Essa ação tem como objetivo quebrar o contrato de exclusividade que as empresas fazem com as instituições de ensino de nível superior, já que a colação é um ato obrigatório.

“As pessoas humildes não tem opções e são obrigadas a pagar o valor imposto pelas empresas, então a idéia é solicitar a venda casada das universidades”, diz Adriano Stefanni.

Adriano Stefanni acredita que encontrará resistência por parte das faculdades e empresas, mas os alunos vão dar todo apoio.

“Os alunos acham a ideia maravilhosa e estão torcendo, já as faculdades vão ficar resistentes até o fim.

Mas a colação é um ato jurídico da instituição e ela tem que fazer”, comenta Adriano.

A ação é de iniciativa do Diretório Central dos Estudantes do UDF, Ceub, Iesplan e Católica, juntamente com a Comissão de Acadêmicos, estagiários e bacharéis da OAB-DF, e é promovida em juízo pela Defensoria Pública do Distrito Federal.

Agência Trabalhista de Noticias, por Nathalia MazzoccanteFoto: Felipe Menezes