Agronegócio cresce no Brasil apesar da pandemia, destaca Paulo Bengtson

Agência Trabalhista de Notícias 24/06/2020, 9:22


Imagem Crédito: João Ricardo/Liderança do PTB na Câmara

Analistas do setor do agronegócio avaliam que 2020 será um dos melhores anos para o Brasil exportador e um bom ano para o consumo interno, mesmo com as limitações causadas pela pandemia do novo coronavírus. A informação foi divulgada pelo deputado Paulo Bengtson (PTB-PA), ao comentar dados divulgados pelo Ministério da Agricultura.

“Graças a boas estratégias e à rápida adaptação às demandas do mercado, conseguimos manter nossa liderança internacional como exportador de alimentos”, comemora o parlamentar.

Novos mercados

Ele destaca levantamento recente feito pelo Ministério da Agricultura e publicado pelo jornal O Globo segundo o qual, no mês de março, 21 novos mercados foram abertos a produtos agropecuários brasileiros. Os acordos envolvem suínos, aves, carnes e lácteos em 11 países: Argentina, Colômbia, Peru, Estados Unidos, Irã, Taiwan, Tailândia, Emirados Árabes, Egito, Marrocos e Austrália.

“Com a alta do dólar e a conquista de novos mercados, o agronegócio brasileiro avança. Na contracorrente da economia brasileira, que pode encolher até 7% em 2020, o crescimento do agronegócio deve chegar a pelo menos 3%, de acordo com a projeção do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)”, diz Paulo Bengtson.

Recorde de exportação

Segundo o deputado, em abril, alguns produtos – como soja, carnes e algodão – chegaram a bater recorde de exportação. O setor do agronegócio respondeu por 23% do que foi vendido pelo Brasil ao exterior no primeiro quadrimestre de 2020, em comparação a 19% no ano passado.

“As projeções para o decorrer do ano são ainda mais otimistas. Apesar da estiagem que afetou a safra de soja, a oferta de produtos deve ser elevada. Depois da esperada abertura total do mercado chinês, o Brasil deverá aumentar ainda mais suas exportações para aquele que é um dos seus maiores parceiros comerciais no agronegócio”, prevê Paulo Bengtson.

Com informações da assessoria da Liderança do PTB na Câmara dos Deputados