Aidan Ravin diz que Santo André inicia construção de UPAS em 20 dias

PTB Notícias 6/08/2011, 8:30


O prefeito de Santo André (SP), Ainda Ravin (PTB), e o secretário de Saúde, Nilson Bonome (PMDB), anunciaram nesta sexta-feira (05/08) que quatro UPAS (Unidades de Pronto Atendimento) terão início em 20 dias.

As obras das unidades Jardim Santo André, Vila Luzita, Centro e Sacadura Cabral estão em fase final de licitação.

A iniciativa é uma parceria do Paço andreense com o governo federal.

Nos equipamentos, exceto o localizado na Vila Luzita, o tesouro municipal despenderá 40% do custeio total.

Na questão pontuada, o custeio será total.

O governo federal não aceitou o projeto da Vila Luzita por estar próximo a outro equipamento de saúde.

“Mais importante de tudo isso é o respeito que não se tinha com a população mais carente”, disse Aidan.

A estimativa é que sejam gastos R$ 4 milhões na unidade.

Nas demais, o investimento será de R$ 2,5 mi na do Jardim Santo André, R$ 2,5 mi no Centro e R$ 2 mi no Sacadura.

Segundo Bonome, as quatro unidades deverão ser entregues em fevereiro de 2012.

A unidade Bangu também foi questionada pela União e passará por revisão.

Já a licitação das UPAS Marajoara e Rina está em fase inicial de licitação.

Unidades As UPAs Jardim Santo André e Vila Luzita serão as maiores, classificadas como porte III.

As duas terão capacidade para atender 450 pacientes / dia e terão até 20 leitos.

As unidades terão, no mínimo, seis médicos distribuídos entre pediatras e clínicos gerais.

A UPA do Centro será de porte II.

A previsão é de 12 leitos e capacidade de 300 atendimentos / dia.

Serão, no mínimo, quatro médicos, pediatras e clínicos.

A unidade Sacadura Cabral, de porte I, terá 150 atendimentos / dia, 12 leitos e, no mínimo, quatro médicos, pediatras e clínicos.

PSF O prefeito anunciou também o reajuste salarial aos 250 agentes de saúde da família.

Nesta sexta, os trabalhadores receberam 6% de reajuste, retroativo aos meses de maio, junho e julho, além da gratificação de R$ 150 todos os meses a partir de julho.

No mês de setembro, os agentes receberão mais 1% que irá totalizar o incremento de 7%.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do Portal Repórter Diário