Alagoas: Célia Rocha participa da inauguração da nova adutora do Agreste

PTB Notícias 11/08/2014, 14:51


“Água, um líquido precioso, porém finito.

É preciso usar com responsabilidade.

” Foi o que destacou a prefeita de Arapiraca (AL), Célia Rocha (PTB), no sábado (9/8/2014), durante a inauguração da nova adutora do Agreste, com investimentos de mais de R$ 186 milhões.

Participaram do evento o governador de Alagoas, Teotônio Vilela Filho (PSDB), o ministro das Cidades, Gilberto Occhi, entre outras autoridades.

Com a presença do vice-prefeito Yale Fernandes (PMDB), de vereadores e de secretários municipais, Célia Rocha também enfatizou a luta histórica e política para a conquista da água para o Agreste alagoano, desde a época em que era vereadora de Arapiraca.

E que agora a população terá a duplicação no abastecimento de água limpa e tratada pela adutora do Agreste, que são 3 mil metros cúbicos de água.

“Esse é um sonho que a gente vê concretizado com essa parceria público-privada que inova em Alagoas e que hoje beneficia a população de dez municípios e eu e o governador fechamos um ciclo que vem há 20 anos para conquistar uma melhor qualidade de vida para a nossa população”, disse.

A prefeita petebista também frisou a importância dos investimentos do governo federal, pela presidente Dilma Rousseff, por meio do Ministério das Cidades, com obras habitacionais e de estrutura como o novo sistema adutor do Agreste.

“O governo federal tem sido extremamente republicano pela presteza ao atendimento que dá a Alagoas e a Arapiraca, em especial, que a presidenta Dilma dá em todas as áreas que ela olha com carinho e responsabilidade.

E hoje, esta obra de mais de 180 milhões estamos felizes e realizados com o dia de hoje”, afirmou Célia Rocha.

O governador Teotônio Vilela Filho disse, então, que a inauguração da nova adutora do Agreste é um dia marcante para o Estado.

Ele disse que há muitos anos que o agreste alagoano precisava desse investimento para levar água de qualidade às famílias da região.

“A nova adutora vai levar 1.

500 metros cúbicos por hora de água limpa e tratada, dobrando a produção para abastecer dez cidades do agreste que terão água assegurada para os próximos 20 anos.

Isso é muito importante porque a água é qualidade de vida, é desenvolvimento e é saúde, gerando emprego para as pessoas”, ressaltou o governador, que afirmou que a adutora do Agreste é uma grande conquista do seu governo.

Já o ministro das Cidades, Gilberto Occhi, disse durante a solenidade que o governo federal tem investido no interior do país cada vez mais.

Ele destacou que a obra da adutora do Agreste, feita em parceria com o governo federal apesar de ser uma obra realizada com a Parceria Público-Privada (PPP), com investimentos de mais de R$ 186 milhões.

“A demanda de saneamento no país ainda é grande, mas o governo tem investido muito para melhorar as condições de vida da população e neste obra o governo federal investiu R$ 146 milhões do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS)”, comentou Occhi.

Após o descerramento da placa de inauguração e o acionamento da válvula de abertura da água, as autoridades visitaram as instalações do sistema adutor do Agreste.

Sistema de distribuiçãoA prefeita Célia Rocha demonstrou preocupação com o sistema de distribuição dos municípios de a tubulação não poder suportar a pressão da água.

No entanto, o diretor-presidente da Casal, Álvaro Menezes, garantiu que a empresa vai trabalhar em parceria com os municípios para assegurar serviços.

“O contrato da Parceria Público-Privada também contempla esse procedimento, uma vez que a água distribuída durante 24 horas poderá romper alguma tubulação, mas estamos preparados para resolver qualquer situação que possa acontecer em quaisquer das dez cidades que vão receber essa nova água”, disse Álvaro.

Estrutura da obraA nova adutora do Agreste possui 57 quilômetros de extensão e vazão de 1.

500 metros cúbicos por hora.

Com esse volume, a produção de água do sistema coletivo do Agreste duplicará, ou seja, passará para 3 mil metros cúbicos por hora, beneficiando 400 mil pessoas em 10 municípios da região: Arapiraca, Craíbas, Igaci, Lagoa da Canoa, Girau do Ponciano, Campo Grande, Coité do Nóia, São Brás, Olho d”Água Grande e Feira Grande.

O sistema é composto por uma estação de captação, adutora, reservatórios, elevatória e uma nova estação de tratamento de água (ETA).

A adutora foi construída por meio de Parceria Público-Privada (PPP) entre o Estado de Alagoas, a Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) e a CAB Águas do Agreste com investimentos de R$ 186 milhões e o trabalho de 800 profissionais.

Participaram do evento o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Fernando Toledo (PSDB); o presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, desembargador José Carlos Malta; o procurador-geral de Justiça, Sérgio Jucá; o presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) e prefeito de Pão de Açúcar, Jorge Dantas, diretores da CAB, assessores, entre outras autoridades e personalidades.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da Prefeitura de ArapiracaFoto: Divulgação/Prefeitura de Arapiraca