Alckmin compensa falta de apoio no PSDB com engajamento do PTB

PTB Notícias 9/07/2008, 18:08


Leia abaixo matéria publicada na Folha Online nesta quarta-feira, 09 de julho:Alckmin compensa falta de apoio no PSDB com engajamento dos partidos aliados O candidato a prefeito de São Paulo e ex-governador do Estado, Geraldo Alckmin (PSDB), está compensando o apoio raquítico do PSDB à sua candidatura com o engajamento dos partidos coligados.

O principal parceiro do ex-governador na campanha que começou domingo passado (6) é o PTB, que indicou o deputado estadual Campos Machado para a vaga de vice do tucano.

O apoio do PSDB à candidatura Alckmin ainda não ganhou musculatura.

Até a convenção da sigla, realizada no final do mês passado, 11 dos 12 vereadores tucanos na Câmara Municipal e caciques do partido –como o governador do Estado José Serra– apoiavam a reeleição do prefeito Gilberto Kassab (DEM).

Mesmo com a escolha de Alckmin na convenção, o apoio dentro do partido não é unanime.

Os secretários tucanos de Kassab não deixaram a prefeitura e auxiliam o prefeito em seu programa de governo.

Já os vereadores do partido se recusam a fazer campanha contra o democrata.

A solução encontrada foi contar com o apoio dos outros partidos da aliança, especialmente do PTB, o maior da coligação, que conta ainda com PSL, PSDC E PHS.

Nas campanhas de rua do ex-governador, são encontrados mais militantes e bandeiras do PTB que do próprio Alckmin.

O apoio redobrado dos petebistas ao ex-governador partiu do próprio Campos Machado, que também preside o partido no Estado.

A determinação é para que os 57 presidentes zonais e os 10 departamentos da legenda (cada um cuida de um assunto diferente, como juventude, mulher e afrodescendentes) realizem grandes eventos para a campanha de Alckmin.

Nos últimos dias, o ex-governador recebeu o apoio do sindicato dos comerciários, dos taxistas, dos aposentados e dos engenheiros.

Essas adesões, no entanto, não foram conquistadas pelos tucanos, mas costuradas pelos partidos da aliança.