Alex Canziani afirma que “recursos para educação nunca serão demais”

PTB Notícias 21/05/2012, 18:38


O relator do projeto de lei 2.

565/11, que estabelece regras para a partilha dos recursos dos royalties do petróleo, deputado Carlos Zarattini (PT-SP), disse que vai modificar o texto aprovado no Senado para fixar as áreas que devem ser beneficiadas pelas verbas dos royalties que vão para o Fundo Especial dos Estados e Municípios.

Pela proposta do relator, 50% desses recursos deverão ser aplicados em educação e os outros 50%, em infraestrutura e tecnologia.

Presidente da Frente Parlamentar da Educação na Câmara, Alex Canziani (PTB-PR) apoia a medida.

“Recursos para educação nunca serão demais.

Tudo o que podermos fazer para ampliar as verbas para nosso ensino, temos que fazer.

Acho bastante viável a proposta de aplicar 50% dos recursos oriundos dos royalties na educação”, destaca.

O parlamentar petebista diz que “com o tempo poderemos chegar aos níveis do ensino dos países desenvolvidos que priorizam a educação gastando o necessário para que todos tenham uma educação de qualidade”.

A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), entidade que representa 104 instituições de pesquisa e educação de todo o País, promoveu na quarta-feira (16/05/2012) um ato público na Câmara.

A manifestação é para pedir que 50% dos recursos dos royalties do petróleo que vão para o Fundo Especial dos Estados e Municípios sejam, de fato, destinados para educação, ciência e tecnologia.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações do site do deputado Alex Canziani (PTB-PR)