Alex Canziani analisa ações parlamentares do primeiro semestre de 2012

PTB Notícias 9/07/2012, 12:27


A Câmara dos Deputados aprovou neste primeiro semestre de 2012 projetos relevantes na área de educação, como o Plano Nacional de Educação (PNE 2011-2020), com as diretrizes para educação nos próximos dez anos.

Os deputados também aprovaram projeto do Executivo que cria mais de 77 mil cargos para educação.

A Câmara também analisa em comissões especiais a reforma do ensino médio e a Lei de Responsabilidade Educacional.

O presidente da Frente Parlamentar da Educação do Congresso Nacional e membro da Comissão de Educação da Câmara, deputado Alex Canziani (PTB-PR), destaca que a educação esteve em evidência neste primeiro semestre no Congresso.

Ele afirma que o semestre foi “muito produtivo” para essa área.

“A aprovação do PNE era uma grande expectativa para o setor, que aguardava a votação.

O Plano foi bastante debatido, houve uma ampla discussão antes da aprovação”, salienta.

“A grande polêmica ficou em torno de qual seria o percentual do PIB aplicado em educação.

Aprovamos 10% do total do PIB”, destaca Canziani, lembrando que essa discussão ainda deve permanecer, uma vez que o projeto segue para o Senado.

O deputado lembrou ainda que foi relator do projeto “que criou os mais de 77 mil cargos para o MEC havia uma demanda muito grande para a criação de cargos destinados à educação”.

“Vamos atender à falta de professores e funcionários nas universidades públicas de todo país”, destacou.

“Também estamos analisando e faremos mudanças estruturais no ensino médio.

Precisamos fazer com que esse ensino seja mais atrativo para nossos alunos.

“Alex Canziani também destacou o projeto que institui a Lei de Responsabilidade Educacional.

E corrobora: “Sem dúvida o tema educação esteve presente no primeiro semestre de trabalho no Congresso Nacional”.

As comissões especiais que analisam a reforma do ensino médio e a Lei de Responsabilidade Educacional vão continuar os trabalhos no segundo semestre.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações do site do deputado Alex Canziani (PTB-PR)