Alex Canziani consegue transposição de linha férrea para Apucarana

PTB Notícias 15/02/2011, 13:09


Já está disponível, no Diário Oficial Eletrônico alojado no site da Prefeitura de Apucarana (PR), o edital de concorrência pública que licita a contratação de uma empresa especializada na elaboração do projeto executivo de engenharia, visando à construção de um contorno ferroviário no município.

O documento recebeu aprovação da Diretoria de Infraestrutura Ferroviária do Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (DNIT) e o investimento será de cerca de R$ 2,4 milhões, sendo R$ 2 milhões conquistados através de emenda parlamentar proposta pelo deputado federal Alex Canziani (PTB) e R$ 400 mil de contrapartida da prefeitura.

A entrega de propostas deverá ser protocolada na prefeitura até às 8h45 do dia 14 de março.

A abertura dos envelopes acontecerá na sequência, às 9 horas.

A linha que passa por Apucarana faz parte do entroncamento Londrina/Maringá – Ponta Grossa.

Com previsão de durar até 270 dias após contratação, a elaboração do projeto executivo de engenharia contempla estudos de traçado, topográficos, geológicos, hidrológicos, geotécnicos, ambientais e de licenciamento, solução das interferências e projetos geométricos, de terraplanagem, drenagem, desapropriação, superestrutura ferroviária, além de realização de orçamentos, custos, especificações complementares e plano de execução das obras.

A transposição da linha férrea, com a realização de um contorno, foi apontada como a saída ideal para o trecho que corta Apucarana por um estudo concluído no final de 2008, pela Vega Engenharia e Consultoria Ltda.

, de Curitiba, que avaliou o impacto sócio-econômico, ambiental e financeiro.

A conclusão das análises aponta para a necessidade de um investimento, a médio e longo prazos, de R$129 milhões.

Segundo dados do Instituto de Desenvolvimento, Pesquisa e Planejamento de Apucarana (Idepplan), somente na área urbana existem hoje cerca de 20 quilômetros de trilhos.

Em muitos trechos a cidade é dividida em duas, prejudicando a passagem de veículos e pedestres.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Portal Raillbus