Alex Canziani defende que sociedade estabeleça prioridades no PNE

PTB Notícias 22/10/2015, 20:05


Em discurso no plenário da Câmara dos Deputados na quarta-feira (21/10/2015), o presidente da Frente Parlamentar Mista da Educação, deputado Alex Canziani (PTB-PR), defendeu maior foco na execução do Plano Nacional de Educação (PNE).

Para ele, a crise econômica atual e a perspectiva de que a educação não poderá contar no futuro com o volume de recursos do pré-sal previstos inicialmente impõem que a sociedade faça escolhas e realize um grande pacto pela educação.

“Precisamos arregaçar as mangas e promover uma verdadeira revolução no ensino brasileiro”, conclamou.

O parlamentar criticou o excesso de metas estabelecidas no PNE e sugeriu concentrar recursos e esforços da sociedade na preparação e valorização dos professores; na melhoria da infraestrutura das escolas públicas, especialmente na oferta de banda larga e novas tecnologias; prioridade para a educação infantil; na instituição da Base Nacional Comum na Educação; e estímulo ao ensino profissionalizante.

Para o deputado, algumas dessas medidas podem ajudar a tornar o ensino médio mais interessante para os jovens, reduzindo a evasão escolar, e preparar melhor os estudantes que ingressam nas universidades.

O ensino superior é considerado estratégico para o desenvolvimento do país, mas Alex Canziani diz que é preciso aproximar a academia do setor produtivo e discutir novas fontes de financiamento das universidades públicas.

“O Estado brasileiro sozinho não dará conta dos investimentos que ainda precisamos fazer.

Os recursos destinados ao ensino superior mais que dobraram nos últimos 12 anos, mas as instituições ainda não conseguiram cumprir as metas acordadas”, sustentou o deputado, que apresentou uma proposta para permitir às instituições públicas cobrarem por cursos de pós-graduação “lato sensu” (especialização), extensão e mestrado profissional, realizados sob demandas por empresas e governos.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da assessoria do deputado Alex Canziani (PTB-PR)Foto: Gustavo Lima/Câmara dos Deputados