“Aliar com o PT é suicídio”, diz o presidente do PTB no Mato Grosso do Sul

PTB Notícias 11/09/2007, 13:24


O presidente do Diretório Estadual do PTB no Mato Grosso do Sul, o suplente de senador Antonio João Rodrigues, ao comentar os movimentos dos partidos em torno de alianças para a disputa da Prefeitura de Campo Grande em 2008, disse que é natural uma convergência do senador Delcídio do Amaral para os braços do PMDB, e afasta a hipótese de fazer aliança com o PT nas eleições municipais.

“Aliar com o PT é suicídio.

Então está descartada aliança com o PT, porque não temos vocação para suicídio”, afirmou o presidente do Diretório Estadual.

Antonio João não afasta, porém, a possibilidade de o PTB se aliar ao PMDB para apoiar a reeleição do prefeito Nelsinho Trad, com quem mantém uma estreita relação de amizade há muitos anos.

Outra alternativa seria fazer aliança com o PDT, mas nunca foi procurado por uma liderança pedetista para discutir o processo eleitoral.

“O Nelsinho já conversou comigo”, afirmou o dirigente petebista.

O PTB só vai definir o seu rumo no processo sucessório depois da definição das regras eleitorais.

“Dependo das regras para saber se podemos fazer coligação na proporcional, porque tenho a preocupação de eleger bancada de vereador”, explicou.

E se for necessário, esclareceu Antônio João, o PTB pode inclusive lançar candidato próprio a prefeito de Campo Grande.

Agência Trabalhista de Notícias (com informações do jornal Correio do Estado-MS)