Aloísio Classmann pede apoio do Exército para combate à criminalidade nas fronteiras

PTB Notícias 28/11/2018, 8:41


Imagem Crédito: Guerreiro/Agência ALRS

[vc_row][vc_column][vc_column_text css=”.vc_custom_1543853072879{margin-bottom: 0px !important;}”]Medidas para reativar a aduana de Porto Soberbo, em Tiradentes do Sul (RS), na fronteira entre Brasil e Argentina, foram debatidas na terça-feira (27), na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. A audiência pública contou com a presença de diversas autoridades dos dois países. Ao final, foi acertado que novos encontros deverão ocorrer, bem como a ida de uma caravana a Brasília, para debater o tema com o novo governo.

Tratar do tema com quem vai assumir o país em janeiro foi uma das questões levantadas pelo deputado estadual Aloísio Classmann (PTB). Ao fazer uso da palavra, ele também destacou a necessidade de intensificar a fiscalização da fronteira para controle da criminalidade. “É urgente a presença do Exército Brasileiro e da Força Nacional na região”, disse o parlamentar.

Os representantes da Receita Federal, Luiz Fernando Lorenzi, e da Polícia Federal, José Antônio Dornelles, destacaram a falta de pessoal suficiente para, neste momento, reativar a aduana. A falta de pessoal foi motivo para o fechamento de Porto Soberbo, em 2013. Atualmente, quem abre e fecha os portões são os funcionários da empresa que presta o serviço da travessia do rio Uruguai.

Também estiveram presentes na audiência pública os prefeitos Antônio Sartori, de Campo Novo, Clairton Carboni, de Tenente Portela, e Alceu Diel, de Tiradentes do Sul, e a secretária do Turismo de Derrubadas, Angelita Santos.

João Francisco de Oliveira, da PRF, delegada Cristiane Braucks, da Polícia Civil, Eliana Puglia, do Ministério das Relações Exteriores, compareceram ao encontro e se colocaram à disposição para auxiliar na busca por uma solução.

Assim como o cônsul Jorge Perren, representaram a Argentina a deputada provincial de Missiones Elsa Cristina Novoa, o vice intendente de El Soberbio Ricardo Leiva e o secretário de Turismo da cidade, Victor Motta.

Com informações da assessoria da bancada do PTB na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]