Aloísio Classmann quer aumentar cadeia produtiva do leite no RS

PTB Notícias 7/04/2012, 8:12


Depois de conhecer a cadeia produtiva do leite na província de Galícia, na Espanha, o deputado Aloísio Classmann (PTB-RS) propôs a realização de audiências no Rio Grande do Sul para repassar a experiência obtida.

Na agenda, a região Noroeste aparece entre as primeiras contempladas com os encontros – que ocorrerão nas cidades de Santa Rosa e Três de Maio.

“A princípio, estaremos no dia 20 na Feicap e no dia 4 de maio na Fenasoja.

Queremos mostrar aos nossos produtores que é possível aumentar a produtividade, especialmente agora, que o Estado firmou uma parceria com a Universidade de Galícia”, frisou o parlamentar.

Aquela região, como lembra Classmann, é considerada uma das maiores produtoras de leite e produtos lácteos do mundo.

A média de leite por dia, para se ter uma ideia, chega a 33 litros, num rebanho de 10 mil vacas.

“No Rio Grande do Sul, temos uma média diária de 7,5 litros – enquanto que a região Noroeste aparece com 15,5.

A marca é um pouco melhor, mas temos condições de aumentar estes índices, buscando o diferencial alcançado pelos espanhóis para dobrar a produtividade em dois ou três anos”, justificou.

O trabalho de Classmann, nos últimos anos, tem se voltado para o interior – e, especialmente, para a redução do êxodo rural.

Um dos seus projetos, que já foi sancionado pelo governo estadual, prevê a implantação de políticas públicas para o fomento ao turismo rural.

“Assim como outros aliados do PTB, quero garantir a destinação de recursos no Orçamento para a área.

Nossa região tem características únicas, que precisam ser aproveitadas.

Com o turismo, o jovem terá mais um motivo para permanecer no campo, gerando renda e dando continuidade ao negócio da família”, destacou.

Outro projeto, que já está em vigor no Estado, inclui a carne suína à merenda dos alunos da rede estadual.

Há localidades, segundo Classmann, que já aplicam a medida em escolas municipais.

“Também no meio rural, é importante destacarmos e alertarmos os produtores quanto ao projeto do Executivo que foi aprovado nesta semana na Assembleia Legislativa.

Com ele, o governo fica autorizado a subsidiar integralmente as operações do Programa Troca Troca de Sementes de Milho da Safra 2011/2012, Safrinha 2011/2012 e Safrinha Emergencial 2011/2012″.

A medida beneficia municípios e agricultores com perda igual ou superior a 30%, o que representa R$ 33 milhões de anistia.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Portal Jornal da Manhã