Amazonino inaugura novas Unidades que substituirão as “Casas de Saúde”

PTB Notícias 8/04/2011, 15:39


A Prefeitura de Manaus abriu, nesta sexta-feira, 08/04/2011, às 10h, a programação de inauguração das primeiras Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs), construídas no novo padrão ampliado – com 130m² –, que irão substituir as chamadas “Casinhas de Saúde”, hoje funcionando em imóveis de apenas 32m².

A programação teve início com a entrega da UBSF N-46, localizada na comunidade Jesus Me Deu, na Colônia Terra Nova, zona Norte.

O prefeito Amazonino Mendes (PTB-AM) e o secretário municipal de Saúde, Francisco Deodato inauguraram a nova UBS da Família.

De acordo com o secretário, 20 novas unidades serão inauguradas nessa primeira etapa, que vai o até o final do primeiro semestre.

Mais 42 unidades encontram-se em obras e a meta, conforme adiantou o prefeito Amazonino Mendes, é chegar até o final do ano com a conclusão de 100 unidades.

“Com estrutura ampliada, as novas UBSFs irão oferecer mais serviços à população, garantir espaço adequado para o trabalho das equipes que atuam na Estratégia Saúde da Família e, principalmente, atender os usuários em condições mais dignas”, afirmou Francisco Deodato.

A UBSF da comunidade Jesus Me Deu, que foi prometida aos moradores pelo prefeito Amazonino Mendes, vai garantir a cobertura de atendimento a cerca de 5 mil pessoas, em torno de 1,1 mil famílias.

A substituição das “Casinhas de Saúde” pelas UBSFs ampliadas está ocorrendo em todas as zonas da cidade.

O cronograma de obras está sendo executado pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf).

“A Prefeitura está investindo, aproximadamente, R$ 40 milhões para construir e equipar as 100 primeiras unidades”, informou o secretário.

O fortalecimento da Estratégia Saúde da Família (ESF) é a principal meta da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) para este ano de 2011, conforme as orientações do prefeito Amazonino Mendes.

Além da construção das novas UBSFs – fase mais importante do Programa de Reestruturação da Rede Pública Municipal de Saúde executado pela Prefeitura –, a Semsa também está reforçando o quadro de profissionais da ESF e avançando na implantação de uma série de medidas que têm o apoio do PROESF (projeto do Ministério da Saúde/Banco Mundial, direcionado à expansão, consolidação e qualificação da Estratégia Saúde da Família).

Novos serviços As “Casinhas” atuais oferecem consultas médicas, de enfermagem e visitas domiciliares.

A estrutura ampliada do novo modelo de UBSF vai permitir que as famílias cadastradas na unidade passem a receber, também, atendimento odontológico, além de ter acesso aos serviços de coleta de exames, imunização, farmácia, nebulização e curativo.

Tudo isso, em espaços físicos adequados, dentro dos parâmetros preconizados pelo Ministério da Saúde.

“As novas UBSFs são climatizadas, o que garantirá maior conforto aos pacientes.

Serviços como nebulização, curativo e imunização têm salas próprias.

Os agentes comunitários de saúde, que atuam fazendo as visitas domiciliares, ganham também uma sala para realizar suas atividades administrativas como, por exemplo, o preenchimento de relatórios”, explicou Francisco DeodatoO secretário frisou que as equipes que atendem no modelo atual de “Casinhas” são compostas por um médico, um enfermeiro e agentes comunitários de saúde (ACSs).

Nas novas unidades, além destes profissionais, as equipes estão sendo reforçadas por cirurgiões-dentistas, técnicos de higiene dental, auxiliar de serviços gerais e auxiliar administrativo e agente de endemias.

Para fazer frente a este novo momento da ESF, a Semsa está ampliando o quadro de recursos humanos da Estratégia Saúde da Família.

“Realizamos um Processo Seletivo Simplificado e os profissionais selecionados já estão assumindo seus postos de trabalho.

Além disso, a Prefeitura deve lançar, ainda neste primeiro semestre, o edital para o concurso público que permitirá o fortalecimento das equipes, com profissionais do quadro fixo da Secretaria”, disse Deodato.

Como parte do novo modelo, a Prefeitura está implantando equipes específicas de monitoramento das ações de Saúde da Família.

A medida tem como objetivo acompanhar os indicadores do programa junto às comunidades atendidas, inclusive, por meio do acompanhamento da freqüência dos profissionais e da qualidade do atendimento prestado à população.

O projeto tem apoio do PROESF.

“Por meio das equipes de monitoramento, os quatro Distritos de Saúde da zona urbana e o Distrito de Saúde Rural estão abrindo um importante canal com a comunidade, para acompanhar de forma mais efetiva as ações da Estratégia, identificando as dificuldades e encaminhando soluções”, afirma Deodato.

Na semana passada, também com o apoio do PROESF, a Prefeitura entregou a todas as equipes da Estratégia um Netbook, com modem.

O equipamento permitirá que as UBSFs tenham acesso direto ao Sistema de Regulação do SUS, o SISREG.

“Agora, os usuários podem marcar consultas e exames na própria UBSF, sem precisar se deslocar a uma Unidade Básica de Saúde ou Policlínica do município para realizar esse procedimento”, observa Deodato.

Cronograma de obras O cronograma da primeira etapa de substituição das “Casinhas de Saúde” pelas UBSFs ampliadas, conta com obras em todas as zonas da cidade.

Na zona Norte, além da Jesus Me Deu, o programa de reestruturação das UBSFs beneficiará a comunidade Santa Martha, Nossa Senhora de Fátima II, Monte das Oliveiras, Monte Pascoal, Colônia Terra Nova, Campo Dourado e duas na Cidade de Deus.

Na zona Oeste, as unidades estão localizadas na comunidade Santa Terezinha (Alvorada I), no bairro Compensa II e Parque São Pedro.

Na Sul, estão na Cachoeirinha, Nossa Senhora das Graças, Nova Jerusalém e Parque das Nações.

Na zona Leste, as unidades serão implantadas na comunidade da Sharp, Braga Mendes e no bairro Coroado I.

Foco na Prevenção A subsecretária de Gestão da Saúde da Semsa, Denise Machado, ressalta que a Atenção Básica pode resolver mais de 80% dos problemas de saúde das pessoas.

Com esse foco, as equipes da ESF trabalham com um modelo de atendimento proativo, que investe em ações de promoção da saúde.

“Os profissionais da ESF são responsáveis por uma comunidade específica e acompanham de perto a saúde das famílias que residem em determinada região, inclusive, com atendimento domiciliar”, salienta.

A gestora afirma, ainda, que a proximidade permite repassar aos usuários orientações voltadas à prevenção de doenças, o que tende a reduzir a necessidade de atendimento hospitalar.

A Estratégia Saúde da Família foi implantada pelo Ministério da Saúde, em 1994.

Atualmente, a ESF está presente em 99% dos municípios brasileiros, contando com 31.

565 equipes.

Em Manaus, são 184 equipes atuando em todas as zonas da cidade.

Na capital, o trabalho desenvolvido pela ESF completa 11 anos, em 2011.

Agência Trabalhista de Notícias, (IS) com Informações da Prefeitura de Manaus