Amazonino manda vender peixe mais barato à população de Manaus

PTB Notícias 12/04/2009, 21:15


Antes restrita a feirantes e comerciantes de Manaus, a partir da última quinta-feira, 9, a venda de matrinxã e tambaqui criados em cativeiro passou a ser feita também aos consumidores em geral dentro do acordo feito entre a Prefeitura de Manaus e a Associação Amazonense de Piscicultores que garante a venda de 500 toneladas de pescado à população no período da Semana Santa.

A venda estava limitada ao atacado, beneficiando apenas feirantes e comerciantes de Manaus.

No entanto o prefeito Amazonino Mendes determinou à Secretaria de Produção e Abastecimento (Sempa – antiga Semaga) que a venda fosse aberta ao público.

Para comprar peixe mais barato os consumidores devem procurar as duas tendas instaladas pela Prefeitura de Manaus, que funcionam na Feira do Coroado e ao lado do estacionamento do Estádio Vivaldo Lima.

Estão sendo oferecidas as espécies tambaqui e matrinxã, que segundo a Sempa são os peixes mais procurados durante a Semana Santa.

Os preços são de R$ 4,50 para o quilo da matrinxã e R$ 6,00 no quilo do tambaqui com até seis quilos.

No caso de tambaquis com mais de 10 quilos o preço é de R$ 10,00.

As tendas funcionam das 5 às 14 horas.

De acordo com o subsecretário municipal de Produção, Rogério Vasconcelos, o objetivo é aumentar a oferta de peixes como o tambaqui e a matrinxã que devido a procura na Semana Santa costumam ter os preços inflacionados em até 30%.

“Quanto maior a procura maior é o preço.

É o que acontece com o tambaqui e a matrinxã, muito procurados na Semana Santa”, afirmou.

Para impedir a disparada dos preços, a Prefeitura decidiu abrir a venda de peixes para os consumidores, ao invés de limitar a comercialização apenas ao atacado.

“Atendemos a determinação do prefeito Amazonino Mendes, que deseja oferecer peixes a todos os consumidores”, completou o subsecretário.

* Agência Trabalhista de Notícias com informações do Portal da Prefeitura de Manaus