Amazonino Mendes anuncia trabalho social oferecido pela Prefeitura

PTB Notícias 10/02/2011, 13:40


Assistentes sociais do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) da Redenção, Zona Centro-Oeste, visitaram na manhã desta última quarta-feira, 09/02/2011, o grupo indígena Sateré-Mawé que vive numa comunidade no Conjunto Santos Dumont, na mesma zona.

O objetivo foi anunciar o início do trabalho social oferecido pela Prefeitura de Manaus, administrada pelo prefeito Amazonino Mendes (PTB-AM) às famílias de baixa renda e das condicionalidades do Programa Bolsa Família do Governo Federal e municipal.

O chefe da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (Semasdh)Sildomar Abtibol, a assistente social Cirlene Oliveira, do Departamento de Proteção Social Básica (DPSB), Daniel Tavares, do Departamento de Direitos Humanos (DDH) da Semasdh, além de Eliete Menezes, assistente social e coordenadora do CRAS da Redenção, vinculado à Semasdh, foram recebidos pelo cacique Luiz Sateré.

Estava presente também Marta da Silva Vieira, representante das mulheres indígenas no Conselho Estadual dos Direitos das Mulheres (Cedim).

Cirlene explicou os objetivos do PBF e das condicionalidades do programa na área da saúde e educação.

A coordenadora do CRAS, Eliete Menezes informou que o centro já elaborou uma agenda de visita às cerca de 80 pessoas, incluindo crianças, que vivem na comunidade Sateré-Mawé.

Depois da apresentação desta quarta-feira, as assistentes sociais do CRAS visitarão as famílias para fazer o levantamento da situação social de cada uma.

No próximo dia 17, será realizada uma oficina visando ensinar a ornamentação de sandálias com sementes naturais, material que já vem sendo usado pelos indígenas na produção de artesanato.

Outra iniciativa será feita com os adolescentes do Projeto Mudando a História, inseridos no Projovem Adolescente, que farão leitura para as crianças.

Outras oficinas para confecção de artesanatos estão programadas, assim como palestras sobre noções de higiene bucal, meio ambiente e cidadania.

O importante, segundo Cirlene e Eliete, é que os indígenas procurem informações e soluções no CRAS, onde a Prefeitura de Manaus mantém equipes direcionadas ao atendimento social das famílias manauenses.

Agência Trabalhista de Notícias, (IS) com Informações da Prefeitura de Manaus