Amazonino Mendes: ‘Com Gilberto Mestrinho morre um pedaço de mim’

PTB Notícias 21/07/2009, 8:27


Nota de Pesar do Prefeito Amazonino Mendes pelo falecimento de Gilberto Mestrinho, ex-senador e ex-governador do Amazonas: “Mais de meio século marcou todo o Amazonas a figura de um homem simples, que aos trinta anos de idade, em recorde absoluto, foi diplomado Governador.

Fez-se por si mesmo, mercê da sua capacidade de trabalho e enorme espírito público, pontuando a Administração de Plínio Coelho muito antes dos trinta anos, revolucionando a Fazenda Pública Estadual e, logo a seguir, comandando a Prefeitura de Manaus.

Conheci-o nesse período.

Jamais esqueci de quando aquele Governador franqueava as portas do Palácio para um afogueado jovem de esquerda, nas bravas lutas estudantis de então.

Vítima da chamada Revolução, retornou antes da Anistia, num rasgo de coragem e confiança, arrancando a maior votação de todos os tempos do Povo Amazonense, que o reconduziu ao poder.

Esses fatos mudaram a história do Estado.

Sua maneira calma e enérgica de administrar incrementou, com rara sabedoria, a atividade econômica do Distrito Industrial, até então tímida, muito distante de sua potencialidade.

Como disse, o Amazonas mudou.

Um Governo algumas vezes incompreendido, porque fazia questão de ser timbrado pelas coisas do povo, constituindo uma escola política que se consagrou ao longo dos tempos.

Antes de tudo foi um sábio e, de natureza intimorata, não titubeava em tomar atitudes até irreverentes, fora das regras e da formatação próprias da época.

E foi nessa esteira que me fez Prefeito de Manaus, me conduziu, amparou, ensinou, incentivou e tornou-se o grande responsável por toda a minha vida pública.

Rendo as minhas homenagens àquele que foi dono de um enorme pedaço da minha vida.

Assim, com ele morre também um pedaço de mim.

Já não temos mais o nosso Gilberto.

O Amazonas chora.

Nós todos – os que o cultuaram em vida e mesmo aqueles que dele divergiram – sentimos o grande vazio.

A ele dediquei a mais difícil e dura vitória da minha vida pública, e espero, com a bondade de Deus, honrar-lhe neste mandato, que talvez seja o meu último, com a obra que muitas vezes, em conversa íntima, sonhávamos para o bem da nossa gente.

Adeus, Gilberto!” AMAZONINO ARMANDO MENDESPrefeito Municipal de Manaus