Amazonino Mendes participa de encontro Diálogos Federativos no PPA

PTB Notícias 7/06/2011, 14:15


O prefeito Amazonino Mendes (PTB-AM) ao participar na última segunda- feira (06-06-2011) da abertura do “Diálogos Federativos no PPA 2012-2015”, que visa a elaboração do Plano Plurianual de 2012 a 2015 do Governo Federal, afirmou que o Brasil “não é muito afeito a planejamento” no que concerne a políticas públicas realizadas ontem na sede da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas.

A discussão sobre o PPA de 2012/2015 é organizada pelo ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

O encontro tem por objetivo, estabelecer metas, programas e ações do Governo Federal nos Estados e Municípios.

Manaus foi escolhida como a primeira região ─ Norte ─ para sediar o encontro.

Serão realizadas ainda reuniões em Fortaleza, na região Nordeste; Florianópolis, na região Sul, Rio de Janeiro, região Sudeste e em Brasília, região Centro-Oeste.

O ministro dos transportes Alfredo Nascimento abriu o “Diálogos Federativos” representando a presidente Dilma Roussef e a ministra do Planejamento Miriam Belchior que também é a gerente do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo Dilma.

Pouco antes da abertura do evento, o prefeito Amazonino Mendes e Alfredo Nascimento conversaram sobre assuntos relativos ao Estado e a cidade de Manaus.

Em sua fala aos presentes, o prefeito observou que a legislação brasileira estabelece a elaboração do PPA, com o objetivo de sistematizar o planejamento e aplicação de recursos.

“Isso é um esforço muito grande da Nação na busca de uma coordenação para evitar paralelismo.

O PPA estabelece as leis de diretrizes orçamentárias e o orçamento no que diz respeito à aplicação de recursos”, afirmou lembrando que o diálogo é entre os três entes federativos, União, Estados e Municípios, para que os Planos Plurianuais dos três entes tenham as mesmas diretrizes.

PrioridadesEm entrevista, após deixar o encontro, o prefeito desfez o erro de interpretação dada às prioridades de ações para as cidades-sedes da Copa do Mundo em 2014, onde a mobilidade urbana é uma das prevalências.

Segundo o prefeito, quem define o que é prioridade para a Copa é a FIFA.

“Não é o governo federal, estadual e nem o municipal que define se o transporte é ou não prioritário para a Copa.

Ele é prioritário para nós.

Nós queremos aproveitar o máximo.

Essa discussão sobre mobilidade urbana que existe em relação às cidades da Copa é um upgrade que o governo federal quer dar para essas cidades”, explicou acrescentando que o governo Dilma quer ajudar com a oferta de recursos através de financiamentos.

Amazonino afirmou ainda que o assunto da mobilidade urbana de Manaus está definido, sendo que por parte da Prefeitura será implantado o sistema BRT (Bus Rapid Transit) e o governo do Estado optou pelo sistema de monotrilho.

Informou ainda que no encontro da presidente Dilma Roussef com governadores e prefeitos dos Estados e cidades que vão sediar a Copa, ficou definido que as licitações terão que ser feitas até o final deste ano e a liberação de recursos e início das obras em 2012.

Agência Trabalhista de Notícias (PB), com informações da Prefeitura de Manaus