Amazonino Mendes retorna ao Braga Mendes para atender reivindicações

PTB Notícias 31/05/2011, 18:09


Nesta terça-feira (31/05/2011) a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) de Manaus (AM) deu início a uma série de obras na comunidade Braga Mendes e Nossa Senhora da Conceição, ambas na Zona Norte da cidade.

Um dia depois de inaugurar a Unidade Básica de Saúde da Família na comunidade, o prefeito Amazonino Mendes, do PTB de Amazonas, retornou à comunidade neste final de semana.

Recuperação de ruas, construção de uma escola e de áreas de lazer foram algumas recomendações do prefeito para atender os comunitários.

Amazonino inspecionou ainda várias áreas de risco existentes no bairro nas quatro horas em que esteve na comunidade.

Na avenida Ouro, Amazonino, em companhia do secretário da Seminf, Américo Gorayeb, verificou uma área onde determinou estudo de viabilidade para a construção de uma escola com 10 salas de aula e uma área de lazer, ambas a pedido da comunidade.

De acordo com Jefferson Raimundo Pereira da Silva, 38, as cerca de 9 mil famílias do Braga Mendes não dispõem de uma escola para atender crianças com idade escolar.

As mais próximas estão localizadas nos Bairro Cidade de Deus e Jorge Teixeira.

Ainda na avenida Ouro, o prefeito determinou obras de adequação no Centro Comunitário Braga Mendes.

A primeira área mais problemática da comunidade visitada pelo prefeito foi na Rua Pratas, próxima a um dos braços do Igarapé do Passarinho.

O local, por ser área de fundo de vale, é suscetível a alagações durante o período de chuva.

Amazonino Mendes orientou a Seminf que proceda um estudo para uma possível solução.

“Eu não posso prometer obras aonde é impossível.

Chamei um técnico para ver qual a possível solução”, afirmou Amazonino a um grupo de moradores.

O prefeito inspecionou ainda área localizada entre a comunidade Nossa Senhora da Conceição e o bairro Cidade de Deus, onde também é suscetível às alagações.

Ainda na comunidade, o petebista fez questão de ver uma área de risco de desmoronamento na Rua Ametista.

Os constantes desmoronamentos do barranco já ameaçam a rua.

Depois, Amazonino foi ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), onde lideranças solicitaram-no a implantação de cursos para os comunitários e pequenas obras de ajustes no prédio.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da Prefeitura de Manaus