Amazonino Mendes vem para o PTB, afirma Sabino Castelo Branco

PTB Notícias 1/09/2007, 8:03


Nas eleições de 2006, os candidatos Sabino Castelo Branco, a deputado federal, e Amazonino Mendes, ao Governo do Estado (ao centro), ambos no PFL, fizeram caminhadas juntos na primeira fase da campanha eleitoral.

O “Grupo dos Quatro” que se articula para disputar a Prefeitura de Manaus em 2008, formado pelos deputados federais Carlos Souza (PP), Sabino Castelo Branco (PTB), vereador Paulo De’ Carli (PDT) e o ex-vereador Plínio Valério (PV), vai ganhar um quinto elemento.

O mais novo membro será Amazonino Mendes que até 30 de setembro, prazo-limite para filiações partidárias, vai trocar o Democratas (DEM) pelo PTB e, assim, ajudar a construir o G5.

Os presidentes nacional e estadual do Partido Trabalhista Brasileiro, Roberto Jefferson e deputado federal Sabino Castelo Branco já deram a “benção” ao ex-governador.

Na última quarta-feira, Amazonino Mendes esteve em Brasília para acertar a sua filiação.

Conversou com o ex-presidente Fernando Collor, com a bancada do PTB e as lideranças do partido na Câmara e no Senado e ainda com o ministro das Relações Institucionais, Walfrido dos Mares Guia.

O diretório nacional do partido é quem vai anunciar a data de filiação e se ela ocorrerá no Amazonas ou em Brasília.

Sabino contou que no início da semana, quando estava em São Paulo por conta da CPI do Apagão Aéreo, o ex-governador Amazonino Mendes telefonou dizendo que queria conversar com ele.

Já havia falado com Roberto Jefferson e com o ex-presidente Fernando Collor e, segundo Sabino, disse que gostaria de ingressar no PTB, deixando o deputado na presidência do diretório estadual.

“Falei que não tinha objeção à vinda dele, mesmo porque estamos falando de uma pessoa que quer se filiar a um partido e não de candidatura a prefeito de Manaus”, declarou ontem o deputado Sabino Castelo Branco.

O presidente estadual do PTB disse ainda que Roberto Jefferson lhe deu “carta branca” para decidir sobre a entrada ou veto de Amazonino no partido, “mas ele (Roberto Jefferson) não esconde a satisfação e o desejo de ter o ex-governador na legenda porque é um nome nacional, um político respeitável e que qualquer partido gostaria de tê-lo como membro.

O presidente nacional do PTB me deixou à vontade para decidir até por que eu também sou um dos quatro nomes postos que pode ser o candidato a prefeito”, complementou Sabino.

Um outro grupoO deputado ressaltou que Jefferson quer o partido com candidatura no interior e na capital do Amazonas.

Sabino classificou como coisa do “destino” a chegada do ex-governador ao PTB.

Sendo o nome mais forte, tanto de poder político quanto eleitoralmente, o ex-governador do Amazonas pode fortalecer ainda mais o “Grupo dos Cinco” ou desagregar a articulação.

Sabino afirma que não houve nenhuma conversa entre o quarteto (ele, Carlos Souza, De’ Carli e Plínio Valério) sobre a provável entrada de Amazonino no grupo.

Também não descarta a possibilidade de um entendimento com o governador Eduardo Braga (PMDB), o que levaria a um sexto membro da nova confraria política.

“O entendimento que tivemos antes tem que ser honrado: podemos conversar com todo mundo tanto com o ex-governador Amazonino Mendes, quanto com o governador Eduardo Braga.

Ninguém está descartado, a exceção é Serafim Correa (prefeito de Manaus, do PSB) que esse grupo vai derrotar nas eleições de 2008″, disse Sabino.

fonte: Jornal A Crítica (AM)