Amorim cobra resolução clara aos empréstimos para produtores rurais

PTB Notícias 27/05/2009, 9:17


O deputado federal Ernandes Amorim (PTB) cobrou nesta terça-feira (26), um texto claro na resolução 3.

499 do Conselho Monetário Nacional (CMN), que assegure o tratamento diferenciado aos diversos empréstimos contraídos por produtores rurais.

A redação atual, segundo o parlamentar, é subjetiva e se a resolução não for alterada, levará as instituições financeiras a classificarem de risco todos os financiamentos obtidos pelo produtor.

O ideal, avalia, é que cada empréstimo seja analisado pelo banco individualmente.

“No momento há uma tendência negativa da classificação de risco da carteira de crédito rural.

Para se ter uma idéia, a taxa era de três por cento em 2005 e, hoje, está em vinte e um por cento de acordo com levantamento da Confederação Nacional da Agricultura (CNA).

Esse percentual inibe e chega até mesmo a não permitir que o produtor tome os financiamentos, pois quanto maior o risco de inadimplência maior também são as taxas cobradas pelos agentes financeiros”, afirma Amorim.

“Estamos aguardando o pronunciamento do Banco Central, do vice-presidente de agronegócio do Banco do Brasil, Luiz Carlos Guedes, que garantiram a presidente da CNA (senadora Kátia Abreu) que em uma semana apresentariam simulações com os cenários obtidos com a resolução alterada, como também a atuação das instituições financeiras”Para Amorim, o agronegócio brasileiro precisa e merece um tratamento diferenciado, pois este setor da economia tem sido o grande responsável pelos sucessivos recordes da balança comercial de exportação.

* Agência Trabalhista de Notícias com informações do Portal Rondônia Agora