Amorim propõe pacto com a Bolívia para evitar danos ambientais

PTB Notícias 31/05/2007, 17:37


Um pacto bilateral para evitar a propagação de fumaças, provenientes da Bolívia, e que têm afetado o tráfego aéreo de Rondônia, a sensação de aumento de queimadas e o status de Estado devastador, foi apresentado pelo deputado federal Ernandes Amorim, do PTB de Rondônia, a representantes do Ibama presentes na reunião com o ministro interino Nelson Hubner, das Minas e Energia, com a frente pró-usinas do rio Madeira.

Pela proposta de Amorim, os organismos ambientais nos estados fronteiriços seriam encarregados, também, de prestar assessoria à Bolívia quanto a técnicas e manejos que substituam a queimada.

“Em época de preocupação ambiental, a idéia foi bem recebida tanto pela direção do Ibama quanto pelo Ministério das Minas e Energia.

Ficamos de redigirmos juntos a proposta, para evitar esse estigma de que em Rondônia tem-se aumentado as queimadas, quando todos sabemos, que a fumaça tem vindo do país vizinho”, afirma o parlamentar petebista.

Amorim, acompanhado da deputada estadual Daniela Amorim (PTB), e membros da frente pró-usinas, incluindo os vereadores de Porto Velho, participou do périplo de reuniões para se certificar de que o licenciamento ambiental da obra no rio Madeira, deve sair até início do próximo mês.

A frente pró-usinas manteve audiências com o presidente da Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), no Ministério das Minas e Energia e Ibama.

“Estamos todos otimistas e esperançosos com essa nova perspectiva.

De acordo com o Governo Federal, o presidente deu ultimato e todos os requisitos solicitados já teriam sido sanados para que a licença seja concedida a qualquer momento”, explica Amorim.

fonte: Jornal Diário da Amazônia