Antônio Andrade diz que obras devem gerar novos empregos no Tocantins

Agência Trabalhista de Notícias 4/09/2019, 8:33


Imagem Crédito: Joelma Cristina/Assembleia Legislativa do Tocantins

Durante encontro com prefeitos e representantes do Tocantins, na segunda-feira (26), no Palácio Araguaia, foi apresentado o projeto Pró-município, que detalhou a forma como os empréstimos do Estado, junto à Caixa Econômica Federal, vão ser aplicados.

O valor total de R$ 583 milhões vai ser revertido em diversas obras, dentre elas a construção da nova ponte de Porto Nacional (orçada em R$ 130 milhões), do Hospital de Gurupi e o repasse mínimo de R$ 1,020 milhão para pavimentação asfáltica em cada um nos municípios. Conforme decreto, todas as cidades do Estado serão contempladas.

Após a fala da maioria dos deputados presentes, parabenizando a postura municipalista do governador Mauro Carlesse (DEM), o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Antônio Andrade (PTB), destacou a importância do empréstimo para os tocantinenses.

“Eu esperei dia, hora e minuto para que esse momento chegasse. Nós sabemos das dificuldades e da crise que afeta os municípios e, por isso, estes recursos eram esperados com certa ansiedade”, disse. “Vejo que é muito importante a participação da Assembleia, pois foi por decisão do Parlamento, lá atrás, que ficou acertado que parte do empréstimo seria destinado aos municípios”, acrescentou.

20 mil empregos

O petebista destacou também a coragem do governador de “cortar na carne”, para conseguir enquadrar o Estado na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

“Há muito tempo o Estado não se enquadrava na LRF, e o resultado é a geração de emprego. Segundo estudos, aproximadamente 20 mil empregos devem ser gerados com estas obras”, prevê.

Antônio Andrade também pediu que a mão de obra empregada na execução dos projetos seja, em sua maioria, de trabalhadores locais, garantindo emprego e renda dos 139 municípios tocantinenses.

Decreto

Em virtude de as obras nos municípios serem de pavimentação ou recuperação de ruas, os trabalhos ficarão a cargo da Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto). Por isso, foi assinado um decreto pelo governador para que o órgão firme cooperação técnica com os municípios visando a execução dessas obras. O Decreto 5.893 foi publicado no Diário Oficial no dia 26.

Com informações da Assembleia Legislativa do Tocantins