Antônio Paulo de Oliveira Furlan assume mandato na Assembleia do Amapá

PTB Notícias 7/08/2013, 13:37


Foi empossado na segunda-feira (5/8/2013) o médico Antônio Paulo de Oliveira Furlan (PTB-AP) no mandato de deputado estadual.

Ele era o primeiro suplente da Coligação União pela Mudança, no pleito de 2010, quando obteve 5.

135 votos.

Dr.

Furlan, como é conhecido, assume o cargo deixado por Ocivaldo Gato (PTB), que faleceu na última terça-feira.

Ele promete ser um deputado ativo principalmente no setor da saúde, que passa por um momento caótico no Amapá.

O deputado agradeceu seus familiares e eleitores pelo momento, mas lamentou a forma como ele ganhou a oportunidade de assumir a bancada.

“Não foi da forma como desejávamos, mas vamos honrar a vaga desempenhada brilhantemente pelo deputado Gatinho.

Agradeço a todos pela força”, relatou Dr.

Furlan em seu discurso de posse.

O petebista reforçou que o grande foco da sua gestão será o setor da saúde.

Furlan, que é médico cardiologista, pretende conciliar seu trabalho de cirurgião com o trabalho desenvolvido na Assembleia Legislativa.

“A população não está perdendo um médico e sim ganhando um que está buscando se desdobrar para atender tanto na área assistencial quanto na legislativa”, afirmou.

Além disso, o deputado prometeu trabalhar pelo crescimento de todas as áreas do turismo à agricultura.

“Venho de uma família na qual meu pai é agrônomo então tenho uma veia forte na agricultura”, contou.

Essa é a segunda vez que um suplente assume uma vaga deixada por morte de parlamentar na legislatura 2010-2014 da Assembleia do Amapá.

A primeira foi assumida por Raimunda Beirão (PMDB), que tomou posse no lugar de Dalto Martins, morto em abril de 2012, após o avião que ele pilotava ter caído em Macapá.

“Eu sei que assim como para mim não deve estar sendo fácil assumir a vaga em uma situação como essa”, discursou a deputada emocionada.

O deputado recebeu as boas-vindas da Casa e teve total garantia de apoio dos demais parlamentares no cumprimento de seu mandato.

“Aqui nós acabamos nos tornando uma família pela convivência diária, às vezes passando mais tempo aqui trabalhando em prol da população do que em casa”, reforçou a deputada Mira Rocha, líder do PTB na Assembleia.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações do Amapá DigitalFoto: Abinoan Santiago/G1