Anunciados senadores da Comissão Representativa e para analisar vetos

PTB Notícias 14/07/2013, 14:12


O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), anunciou na última quinta-feira (11/07/2013) os nomes dos senadores eleitos para compor a Comissão Representativa responsável por tomar decisões em nome do Congresso durante o recesso parlamentar, entre os dias 18 e 31 de julho de 2013.

Dois senadores do PTB integram a comissão.

Os titulares são Epitácio Cafeteira (PTB-MA), Eunício Oliveira (PMDB-CE), Ricardo Ferraço (PMDB-ES), Casildo Maldaner (PMDB-SC), Wellington Dias (PT-PI), Acir Gurgacz (PDT-RO) e Lúcia Vânia (PSDB-GO) Já os suplentes são os senadores Gim Argello (PTB-DF), Sérgio Petecão (PSD-AC), Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), Inácio Arruda (PCdoB-CE) e Alvaro Dias (PSDB-PR).

O senador Walter Pinheiro (PT-BA) alertou, no entanto, que, se até o dia 17 de julho a proposta de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLN 2/2013) não for aprovada no Plenário do Congresso, Senado e Câmara podem não ter recesso.

Se isso ocorrer, a Comissão Representativa não terá validade, uma vez que as Mesas das duas Casas seguem funcionando normalmente.

A Comissão Representativa é composta por nove senadores e 19 deputados.

Já na sexta-feira (12/07/2013) foram instaladas as três primeiras comissões mistas para análise de vetos da Presidência da República a matérias aprovadas pelo Congresso Nacional.

A medida faz parte do novo rito de tramitação dos vetos presidenciais aprovado pelo Congresso na última quinta-feira (11).

Uma das comissões irá analisar o Veto 20/2013, foi rejeitado totalmente o Projeto de Lei do Senado (PLS) 56/2005, que criou o Dia da Celebração da Amizade Brasil-Israel.

A explicação é de que no mesmo dia, 29 de novembro, já se comemora o Dia Internacional de Solidariedade ao Povo da Palestina.

A matéria será analisada por comissão formada pelos senadores Sérgio Petecão (PSD-AC), Acir Gurgacz (PDT-RO), Cyro Miranda (PSDB-GO) e Fernando Collor (PTB-AL) e pelos deputados Paulo Ferreira (PT-RS), Marinha Raupp (PMDBT-RO), Pinto Itamaraty (PSDB-MA), Pedro Guerra (PSDB-PR) e Maurício Quintella Lessa (PR-AL).

Agência Trabalhista de Notícias (ELM)