Aprovado PL de Jeruza Reis sobre controle biológico contra a dengue

PTB Notícias 24/04/2015, 20:37


Proposta foi aprovada em primeira votação e deve voltar a plenário na próxima semana Os vereadores poaenses aprovaram na noite de quarta-feira (22 de abril), um projeto de lei que visa combater a proliferação do mosquito da dengue de forma natural, por controle biológico.

A proposta tem autoria da presidente honorária do PTB de Poá, vereadora Jeruza Lisboa Pacheco Reis.

A proposta é uma autorização para implantação de um controle biológico de vetores com monitoramento permanente por método que não utiliza agentes químicos, no interesse da saúde pública animal.

Trata-se de um estudo referendado pela Universidade de São Paulo (USP), referência do estado.

A medida é necessária uma vez que todo o Estado, inclusive a região do Alto Tietê, sofre com o número expressivo de casos de dengue.

O projeto de lei tem a finalidade de implantar um controle biológico de pragas e vetores no município, com monitoramento permanente, através de estudo do comportamento dos animais – moscas, mosquitos e pernilongos – com a utilização dos seus sistemas sensoriais para detecção, direcionamento, confinamento e finalmente controle, no interesse da população humana e animal.

A justificativa da proposta salienta, ainda que doenças como a dengue, elefantíase e outras estão presentes na cidade e, apesar dos métodos de controle tradicionais, que são também muito importantes, a implantação desse método vem colaborar para que a cidade faça o monitoramento das pragas que, ora controladas do nosso ambiente, posteriormente migram dos municípios vizinhos, tornando o controle biológico permanente necessidade.

“Nosso país, nosso Estado, nosso município, clama por solução diante dos inúmeros casos de dengue.

Este projeto já está sendo utilizado por outras cidades e os resultados são positivos.

Gostaria de pontuar que os dois espelhos de água da Praça dos Eventos já contam com o método para sistematizar a funcionabilidade e, hoje não têm sequer uma larva do mosquito da dengue, portanto, a eficácia já foi demonstrada.

Esta é mais uma estratégia para prevenir, remediar, coibir e tratar, no entanto não é a única, deve ser trelada a uma séria de ações proativas no município”, destacou a petebista.

“Dados do Ministério da Saúde demonstram que os casos de dengue aumentaram 240% em 2015, o Brasil possui 460 mil infectados.

As mortes pela doença aumentaram 29% em relação ao ano passado.

Na Região sudeste 304.

251 casos, ou seja, 66,1% a mais que em 2014, incidência de 357% em cada 100 mil habitantes.

É exorbitante! Só no Estado de São Paulo, os casos notificados foram 35.

141casos em 2014, já nesse ano o número é de 257.

809″, complementou a parlamentar.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da assessoria da vereadora Jeruza Reis Foto: Divulgação/Assessoria