Aprovado projeto de Liliane Roriz que prioriza paciente diabético em filas do SUS

Agência Trabalhista de Notícias 20/07/2016, 14:50


Imagem Crédito: Thyago Arruda/Divulgação

A partir de agora, o paciente diabético que tiver exame em jejum total para fazer terá prioridade no atendimento. Isso é o que diz o projeto de lei da deputada Liliane Roriz (PTB), que foi aprovado na Câmara Legislativa do Distrito Federal. A matéria passa a vigorar a partir da sanção do governador Rodrigo Rollemberg (PSB).

De acordo com a proposição, as unidades de saúde das redes pública e privada, conveniadas ao Sistema Único de Saúde (SUS), ficam ainda obrigadas a compatibilizar essa prioridade com o atendimento ao idoso, deficientes, gestantes e demais atendimentos especiais previstos por lei. Isso significa que o exame de um idoso diabético em jejum total, por exemplo, deverá ter prioridade.

“O paciente diabético requer atendimento ainda mais especial, uma vez que não pode passar muito tempo em jejum. Isso pode acarretar problemas graves à saúde dele. Constantemente a mídia relata casos de pacientes que permanecem muito tempo na fila para receber o atendimento. O projeto de lei de minha autoria cerca de cuidados esse paciente que é ainda mais especial”, diz Liliane.

O diabetes é uma doença crônica, na qual o corpo não produz insulina ou não consegue empregar bem a insulina que produz. É esse hormônio que controla a quantidade de glicose no sangue. A pessoa que tem diabetes não fabrica insulina e não consegue utilizar a glicose adequadamente, e esse desequilíbrio, em função principalmente do jejum por longos períodos, pode causar danos em órgãos, vasos sanguíneos e nervos.

Com informações da assessoria da deputada Liliane Roriz (PTB-DF)