Aprovado projeto de Zambiasi que regulamenta profissão de enólogo

PTB Notícias 7/04/2007, 11:09


Após a aprovação no Senado Federal do projeto de lei 6.

207/05, de autoria do senador Sérgio Zambiasi (PTB/RS), a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados aprovou nesta semana o projeto de lei que regulamenta as profissões de enólogo e técnico em enologia.

A proposta determina as atribuições dos enólogos, estabelece quem pode exercer essa profissão e reconhece os diplomas de nível médio emitidos no Brasil e em escolas estrangeiras, desde que revalidados no país.

A aprovação pela CCJ tem caráter terminativo, devendo seguir à sanção presidencial logo após ter cumprido o prazo de cinco dias, durante os quais pode haver recurso.

Para o senador Zambiasi, o grau de especialização exigido, a multiplicidade de conhecimentos necessária para a formação desses profissionais, a vinculação do desenvolvimento dessa atividade com aspectos fitossanitários e de saúde pública requerem e justificam a regulamentação da profissão de enólogo.

“A regulamentação do exercício contribuirá para o desenvolvimento e para a consolidação de uma atividade agroindustrial internacionalmente competitiva, que atualmente incorpora nível tecnológico, padrão de qualidade e valor agregado”, justifica o parlamentar.

Ao defender a aprovação da proposta, o senador petebista afirmou que esse era um grande sonho para o segmento, que é vital para o desenvolvimento do setor vitivinícola brasileiro.

Ao lembrar que em países da Europa a profissão já é regulamentada, o senador disse que a aprovação do projeto significa também uma homenagem à imigração italiana no Brasil, que completa 132 anos em 2007.

“Os imigrantes e os descendentes de italianos trouxeram o conhecimento sobre vinhos para o nosso país, e por isso hoje nossos vinhos são reconhecidos por sua qualidade”, disse Zambiasi.

Funções O enólogo é o responsável pela qualidade do vinho e tem como função cuidar de todas as operações de produção, desde o cultivo e colheita da uva à vinificação e engarrafamento do vinho.

Atualmente, a tecnologia enológica é imprescindível para a excelência na fabricação do vinho.

Estão avançados os processos de engenharia genética que possibilitam a obtenção de raças de leveduras e bactérias de performance cada vez mais afinadas e a elaboração de vinhos específicos de determinadas uvas ou regiões.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Gabinete do Senador