Armando acha que Câmara não cederá à pressão para redução da jornada

PTB Notícias 21/03/2010, 12:36


O Fórum Nacional da Indústria, que se reuniu no último dia 16 de março, em São Paulo, divulgou documento em que reafirma ser “imprópria e inoportuna” a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que reduz a jornada de trabalho.

O Fórum, que congrega 45 instituições, entre associações nacionais setoriais e federações de indústria, “confia que o Congresso Nacional não cederá a este tipo de pressão”, enfatiza o documento.

O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), deputado federal Armando Monteiro Neto, do PTB de Pernambuco e que coordena o Fórum, assinalou ser “falácia” o argumento das centrais sindicais de que a PEC gerará 2,5 milhões de novos empregos.

Segundo ele, não existe nenhuma pesquisa no mundo que comprove tal argumentação.

“O que está comprovado é que investimento, crescimento da economia e qualificação profissional geram emprego”, completou o deputado Armando Monteiro.

“Essa não é a agenda prioritária do trabalhador brasileiro.

Próximo às eleições, o debate nasce contaminado e estimulado por lideranças que buscam um bônus eleitoral, agindo de forma contrária aos interesses da Nação”, destaca o documento do Fórum Nacional da Indústria.

Diz ainda o Fórum que “a redução da jornada de forma impositiva terá forte impacto no Custo Brasil, incentivando a informalidade, especialmente sobre as micro e pequenas empresas, trazendo ônus adicional ao setor exportador, que atravessa dificuldades decorrentes do acirramento da competição nos mercados globais”.

fonte: Agência CNI