Armando defende construção de linhão de Belo Monte para o Nordeste

PTB Notícias 18/02/2014, 7:05


Ao lembrar que a Região Nordeste importa em torno de 40% da energia consumida, o senador Armando Monteiro (PTB-PE) sugeriu, em pronunciamento feito no plenário na segunda-feira (17/2/2014), a construção de um linhão para levar a energia a ser produzida em Belo Monte, no Pará, para o Nordeste.

Armando disse que está prevista a construção de dois linhões desde Belo Monte, que fica na Região Norte, para a Região Sudeste, de onde, pelo sistema interligado, a energia iria para o Nordeste.

“Eu acho que é uma boa hora para que nós, do Nordeste, façamos uma grande mobilização para que possamos ter um linhão em corrente contínua direto para o Nordeste, de modo a garantir o atendimento do crescimento da nossa demanda, que, segundo as projeções, em dez anos deve alcançar quase 50%”, disse o senador.

PronatecEm discurso feito posteriormente no plenário, Armando Monteiro destacou o papel do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e ao Emprego (Pronatec) para o Brasil superar um dos seus “maiores desafios” – aumentar a produtividade.

Segundo o senador, o Pronatec já garantiu formação a 5,7 milhões de brasileiros e deve alcançar 8 milhões de matrículas neste ano.

Para Armando Monteiro, isso significa que “o Brasil está conseguindo ampliar a inserção produtiva e bem remunerada de jovens e adultos, num ambiente laboral cada vez mais exigente”.

“Cumpre sublinhar que 60% das matrículas, até agora, foram de pessoas com idade entre 17 a 29 anos.

Bom para jovens, melhor ainda para o Brasil, que tem urgente necessidade desse choque de qualificação, em larga escala, para fortalecer a produtividade das empresas e, consequentemente, a competitividade da economia”, disse Armando.

Ele acrescentou que o Pronatec oferece cursos em 3.

200 municípios e até o final de 2014 alcançará 4.

260 cidades, garantindo, assim, educação profissional também a quem vive longe dos grandes centros.

O senador também ressaltou a parceria entre o governo e o Sistema S na implementação do programa.

* Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da Agência Senado Foto: Pedro França/Agência Senado