Armando: “É hora de aproximar o Congresso das demandas da sociedade”

PTB Notícias 24/05/2011, 11:55


Deputados e senadores precisam ir para as ruas, ouvir e entender melhor as demandas da sociedade.

Essa é a opinião do senador Armando Monteiro (PTB/PE), ex-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Durante seminário promovido nesta segunda-feira (23), em Santa Cruz do Capibaribe, a 190 quilômetros do Recife, no Agreste de Pernambuco, Armando ressaltou a importância de o Congresso Nacional retomar o seu caminho de ligação mais profunda com a população.

“É hora de aproximarmos o Congresso Nacional das demandas, especialmente das demandas do setor produtivo nacional”, defendeu.

O seminário, realizado para discutir o desenvolvimento do pólo têxtil e de confecções do Agreste, foi promovido pela Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio, da Câmara dos Deputados.

Identificado com a região por causa da chegada de empreendimentos como o Santa Cruz Moda Center, um dos maiores centros comerciais do país, Armando Monteiro salientou que o Congresso precisa entender e dar respostas, por exemplo, a setores como o das micro e pequenas empresas, que poderiam se desenvolver mais no país com alterações no sistema tributário.

Armando foi enfático ao defender mudanças em favor dos pequenos empresários, como os que atuam no Agreste.

Para ele, a concorrência em escala global pode prejudicar setores da economia do Brasil e de Pernambuco, entre eles, o de confecções, que geram milhares de empregos.

É preciso, portanto, reduzir a carga tributária sobre a produção e exportação e estimular novos investimentos.

Uma das propostas com resultados imediatos é votar o Projeto de Lei 591/2010, que atualiza as faixas de benefício do SIMPLES, o regime simplificado de tributação, para as micro e pequenas empresas continuarem pagando menos impostos.

Em pronunciamento no seminário, Armando Monteiro afirmou: “O Congresso discute neste momento as propostas que vão orientar o projeto da reforma tributária.

Eu sei que muitos já cansaram com essa questão da reforma tributária.

O Brasil ensaia há duas décadas uma reforma, mas nem por isso nós podemos nos dar ao luxo de desistir do nosso compromisso de promover uma reforma tributária.

Se não podemos fazer uma reforma ampla, sistêmica, como nós desejamos, pelo menos que atuemos para aperfeiçoar o sistema que nós temos, que é anacrônico, que penaliza os que produzem nesse país.

E um dos principais eixos dessa reforma tributária é, sem nenhuma dúvida, aquilo que corresponde à melhoria do ambiente de operação das pequenas empresas”.

Participaram do evento, o presidente da comissão, deputado João Maia (PR/RN), o anfitrião e membro da comissão José Augusto Maia (PTB/PE), além do senador Humberto Costa (PT/PE), dos deputados federais Jorge Corte Real (PTB/PE), que é presidente da Federação das Indústrias de Pernambuco (FIEPE), Pastor Eurico (PSB/PE) e dr.

Ubiali (PSB/SP), os estaduais Diogo Moraes (PSB), Edson Vieira (PSDB) e Rildo Braz (PRP), prefeitos, vereadores e empresários da região.

Agência Trabalhista de Notícias (PB),com informações do site do senador Armando Monteiro