Armando Monteiro ministra palestra sobre os riscos da desindustrialização

PTB Notícias 27/08/2011, 8:40


Após participar na última quinta-feira (25/08) da inauguração da Agência de Fomento de Pernambuco, ao lado do governador Eduardo Campos (PSB), o senador Armando Monteiro (PTB-PE) seguiu para Fortaleza (CE), onde fará palestra sobre os riscos da desindustrialização no Brasil.

Aberto ao público, o evento será realizado na Faculdade Oboé, e terá como moderador o ex-governador do Ceará, Gonzaga Mota.

O convite a Armando Monteiro foi motivado pelos esforços que ele tem empreendido no Senado contra o esvaziamento do parque industrial brasileiro.

Ex-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Armando foi autor do requerimento que proporcionou a realização de uma audiência pública no Senado sobre os riscos da desindustrialização no país.

Esta semana, o parlamentar também conseguiu aprovar na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado um parecer favorável ao Projeto de Lei da Câmara (PLC 176/2008) que restringe a presença de produtos importados no mercado brasileiro.

A medida visa preservar a indústria nacional de uma “concorrência predatória e selvagem” com os produtos estrangeiros.

Armando Monteiro cita como uma dos resultados negativos do processo de desindustrialização a diminuição de empregos no país.

Ele aponta como fator principal deste fenômeno as questões ligadas ao câmbio e aos juros.

Segundo ele, “devido a uma série de gargalos estruturais (tributários e logísticos) e à falta de investimentos em inovação, o poder de competitividade do Brasil diminui”.

O senador observa ainda a necessidade de atuação unificada dos representantes do setor privado e do público para a construção de uma agenda que estabeleça os rumos do país, de forma a manter a estabilidade econômica e o crescimento do setor produtivo.

Diversos representantes da classe acadêmica e empresarial do Ceará já confirmaram presença na palestra.

Dentre eles, destacam-se o presidente da Federação das Indústrias do Ceará (FIEC), Roberto Macêdo; os vice-presidentes da Federação Ivan Bezerra, Beto Studart, Carlos Prado, Roberto Sérgio; o diretor do Instituto de Desenvolvimento Industrial (Indi), Carlos Mato;a presidente do Centro Industrial do Ceará, Roseane Medeiros; e o presidente do Sindicato da Indústria Metal Mecânica do Ceará (SIMEC), Ricard Pereira, entre outros.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da Assessoria do Senador Armando Monteiro