Armando Monteiro pode pedir ampliação do Reintegra por mais cinco anos

PTB Notícias 4/04/2013, 17:08


O governo prorrogou, por meio de medida provisória, o “Reintegra”.

O programa devolve para as empresas exportadoras, sob a forma de crédito em impostos e até com dinheiro vivo, 3% do faturamento, e também desonera a folha de pagamentos para os setores da construção civil e o varejista.

Representantes de diversos setores industriais pediram à Comissão que analisa a MP que o “Reintegra” dure mais tempo e aprofunde a desoneração.

O relator da MP é o senador Armando Monteiro (PTB-PE), que deixou clara sua posição também favorável ao programa, por enquanto previsto para durar só até dezembro.

Mas que ele diz que vai trabalhar para que seja prorrogado por pelo menos mais cinco anos.

“O instrumento é imprescindível ao setor exportador, e mais ainda.

Que ele deve ser senão perenizado, pelo menos no limite do horizonte nós temos que permitir a ampliação deste horizonte.

Eu creio que seja possível trabalharmos aí com cinco anos”, disse.

Armando Monteiro também deixou claro que vai tentar beneficiar o setor de construção pesada, mais diretamente ligado à infra-estrutura.

“O Brasil ainda tributa o investimento.

É um dos poucos países que se dá ao luxo de tributar o investimento.

E não há investimento que tenha caráter mais reprodutivo do que o investimento da infra-estrutura.

É o investimento que mais impacta a produtividade global”, afirmou o petebista.

A versão final desta medida provisória será decidida pelo Congresso Nacional.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da Rádio SenadoFoto: Geraldo Magela/Agência Senado