Armando Monteiro quer aprovação de uma reforma tributária ampla

PTB Notícias 27/05/2009, 14:24


O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), deputado federal Armando Monteiro Neto, do PTB de Pernambuco, defendeu nesta quarta-feira (27/5) a aprovação de uma reforma tributária ampla no Brasil, como forma de combater os efeitos da crise econômica mundial.

Se uma reforma ampla não for possível, ele sugere pelo menos a correção de distorções para melhorar a competitividade da indústria brasileira.

Armando Monteiro participou, no plenário Ulysses Guimarães, de comissão geral sobre a crise mundial.

No evento, o deputado petebista criticou a tributação sobre o investimento das empresas existentes no Brasil e também a tributação do crédito.

Segundo ele, essa tributação pune o mutuário, a empresa e a pessoa física que utiliza o crédito.

Cenário pós-criseNa opinião de Monteiro, as atenções do País devem voltar-se agora para medidas de curto prazo e para uma agenda mais estruturante, já imaginando o cenário pós-crise.

Ele disse que o ambiente de negócios no Brasil depende muito de medidas do Legislativo, como a criação do cadastro positivo e a reestruturação do sistema de defesa da concorrência.

Setor têxtilJá o presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), Aguinaldo Diniz Filho, pediu crédito e fundo de aval para as micro e pequenas empresas do setor.

Ele criticou o favorecimento de produtos estrangeiros, com prejuízos para os nacionais.

Segundo Diniz Filho, o setor têxtil no Brasil demitiu mais de 40 mil pessoas desde o início da crise, em setembro de 2008.

fonte: Agência Câmara