Armando Monteiro reforça necessidade de desoneração dos investimentos

PTB Notícias 23/06/2007, 11:24


A indústria brasileira enfatizou na reunião do Conselho Nacional de Desenvolvimento Industrial (CNDI), realizada nesta semana, na sede do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), a necessidade de aprofundamento das medidas de desoneração dos investimentos.

De acordo com o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), o deputado federal Armando Monteiro Neto, do PTB de Pernambuco, é possível e necessário adotar novas medidas de estímulo fiscal aos investimentos.

“Vai desde a questão da agenda de desoneração bens de capital, com redução dos prazos de compensação de PIS/Cofins, até a resolução do problema do ICMS entre os Estados, dentro da perspectiva da Reforma Tributária”, afirmou Armando Monteiro Neto, ao término da reunião, presidida pelo ministro José Jorge (MDIC) e a primeira com a participação do novo presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Reginaldo Arcuri.

O deputado Armando Monteiro, presidente do Diretório Estadual do PTB de Pernambuco, argumentou que é factível se adotar no Brasil mecanismos de desoneração já em vigor em outros países.

“A reinversão de lucros nas empresas é um exemplo.

Pode ser dado algum tipo de benefício no Imposto de Renda para se promover uma reinversão mais rápida dos lucros”, afirmou Monteiro Neto, que lembrou que o CNDI é o fórum adequado para esse tipo de discussão.

“A agenda de desoneração nasceu aqui”, disse o petebista.

De acordo com Armando Monteiro, os setores empresariais representados no CNDI aproveitaram para cobrar “um novo movimento” de encurtamento no prazo de compensação do PIS/Cofins sobre bens de capital.

“Ficamos congelados nos 24 meses, então poderíamos já fazer um novo movimento para encurtar um pouco mais esse prazo”, destacou Armando Monteiro Neto.

Agência Trabalhista de Notícias (com informações da Agência CNI)