Arnaldo Faria de Sá analisa a situação de aposentados e pensionistas

PTB Notícias 9/11/2011, 10:50


O deputado federal Arnado Faria de Sá, em seu discurso no Plenário, nesta terça- feira (08/11/2011) enfatizou a questão preocupante dos aposentados e pensionistas no país: “Quero registrar que, no último domingo, em Mococa, houve um grande encontro de aposentados da região, a convite do Chiquinho, Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos e Vereador da cidade, junto com o Prefeito Toni Naufel, o Dr.

Porta Nova, o João Feio, do Sindicato Nacional da Força Sindical.

Sem dúvida alguma, abordamos questões relativas à situação dos aposentados e pensionistas, que é bastante grave”, alertou o parlamentar.

O deputado ressaltou a importância de uma posição mais drástica dos demais parlamentares: “Quero deixar registrado que houve grande presença a essa reunião na cidade de Mococa, esperando que agora o Congresso Nacional, por meio da Comissão Mista de Orçamento, possa rever a posição do Relator, Deputado Arlindo Chinaglia, de não colher emendas subscritas por vários Parlamentares, eu inclusive, no sentido de que tenhamos um aumento real para os aposentados que ganham mais de um salário mínimo.

Logicamente essa questão é muito importante para todos os aposentados e pensionistas.

Também discutimos a questão da alteração do fator previdenciário.

Há muita gente que fica prejudicada quando requer sua aposentadoria.

Sou Relator do Projeto de Lei 4.

434, de 2008, que trata da recuperação das aposentadorias”, analisou o parlamentar.

O petebista analisou o empasse entre empresários e empregado com relação ao praso do aviso prévio de 30 dias : “Esperamos que isso possa acontecer ainda este ano, porque a situação dos aposentados é muito triste e difícil.

Estivemos também, na sexta-feira, no Sindicato de Cargas Próprias, em São Paulo, discutindo essa mesma questão: o fim do fator previdenciário e o aviso prévio proporcional, proposta do qual fui Relator.

No caso deste, a discussão se trava porque alguns empresários tentam dizer que a situação é em amplo sentido; não é, ela só é da empresa para o empregado, e não do empregado para a empresa.

O aviso prévio continua sendo de 30 dias, até porque essa nova lei criou um artigo que não substitui o artigo já existente na CLT sobre o aviso prévio de 30 dias.

Também queremos deixar registrado que estivemos na última sexta-feira em São Vicente, inaugurando o Juizado Especial Federal.

Quero cumprimentar o Dr.

Roberto Haddad, Presidente do TRF, pela luta toda que teve para instalar o Juizado Especial Federal, que vai atender a população de São Vicente, de Praia Grande.

Há grande expectativa de todos”, enfatizou Arnaldo Faria de Sá.

O deputado enfatizou a relevância das Propostas de Emenda Constitucionais (PEC) de 2006 e 2008:” Quero cumprimentar também o Presidente da Associação dos Funcionários de Aposentados do Estado de São Paulo, Dr.

Machado, pelos 80 anos da entidade, celebrados no último sábado.

Estivemos presentes lá, numa grande e extremamente importante manifestação, mostrando a força e a pujança dessa entidade que é, sem dúvida, a maior entidade do funcionalismo público não só do Brasil, como também de toda a América Latina.

Eu tenho certeza de que todos eles estão preocupados com a PEC nº 555, de 2006, com a PEC nº 270, de 2008, e também com o Projeto de Lei nº 1.

992, de 2007, que trata da aposentadoria privada dos servidores públicos.

É uma coisa meio estranha quando se coloca para gerir essa previdência a iniciativa privada.

Não dá para entender essa situação.

Estamos cobrando essa posição e esperamos que possa haver mudança.

Estivemos também ontem à noite no ENCONTREM, grande premiação do setor.

Cumprimentamos, ainda, o Dr.

Antônio de Almeida e Silva, do Conselho da Comunidade Portuguesa, pela assembleia realizada ontem à noite na Casa de Portugal”, ressaltou o petebista.

Agência Trabalhista de Notícias, por Paula de Biasi