Arnaldo Faria de Sá: ‘Continuarei lutando pelo reajuste dos aposentados’

PTB Notícias 19/11/2015, 19:56


Apesar da manutenção do veto da presidente Dilma Rousseff ao reajuste das aposentadorias e pensões do INSS, o deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP) declarou que vai continuar lutando pela recomposição dos benefícios dos aposentados.

Ao sancionar a Medida Provisória (MP) 672/15, convertida na Lei 13.

152/15, a presidente vetou a extensão da atual política de valorização do salário mínimo às aposentadorias e pensões maiores que um mínimo.

Dessa forma, aposentados e pensionistas que recebem mais de um salário mínimo continuarão contando apenas com a reposição da inflação, sem nenhum ganho real.

“Vamos voltar a insistir com a tese do aumento real para os aposentados.

Não vou desistir dessa condição, porque sei das dificuldades, sei dos problemas dos idosos do país.

A presidente Dilma tem que aprender a respeitar os aposentados e precisa lembrar de um detalhe que ela está esquecendo: praga de aposentando pega, e ela vai ter muita praga”, afirmou Faria de Sá.

Na quarta-feira (18/11/2015), o Congresso Nacional manteve o veto ao reajuste dos benefícios de aposentados.

Na votação feita pela Câmara dos Deputados, houve 211 votos contrários e 160 a favor.

O mínimo para derrubar o veto é de 257 votos.

“Se forem somados os votos pela derrubada com abstenções e obstrução, você quase chega perto de 257.

Mas queria deixar bem claro que faltou um pouco de mobilização por parte das entidades de aposentados: não tinha ninguém aqui pressionando os parlamentares”, disse Arnaldo.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da assessoria da Liderança do PTB na Câmara dos DeputadosFoto: Ananda Borges/Câmara dos Deputados