Arnaldo Faria de Sá defende extinção do fator previdenciário

PTB Notícias 24/05/2007, 12:47


O deputado federal Arnaldo Faria de Sá, do PTB de São Paulo, disse nesta quinta-feira, 24, que o Congresso Nacional tem que se empenhar em derrubar a Lei do Fator Previdenciário (9.

876/98), que, segundo ele, é uma deslealdade com o trabalhador.

Arnaldo Faria de Sá é um dos autores do requerimento para realização da audiência pública sobre reajuste das aposentadorias e pensões, que ocorre no plenário 7.

O cálculo do fator previdenciário considera o tempo de contribuição e a idade do segurado à época da aposentadoria, além da expectativa de sobrevida, calculada anualmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Quanto menor o tempo de contribuição e a idade, menor o valor da aposentadoria.

Por outro lado, quanto maiores o tempo de contribuição e a idade do segurado e menor a expectativa de sobrevida, maior o valor do salário na aposentadoria.

Ou seja, a intenção do dispositivo é estimular o segurado a adiar a decisão de aposentar-se e permanecer mais tempo contribuindo para o sistema.

O deputado Arnaldo Faria de Sá disse que há na Câmara um projeto de lei de sua autoria e no Senado uma proposta do senador Paulo Paim (PT-RS) que acabam com o fator previdenciário.

Faria de Sá disse ainda que os parlamentares precisam lutar para recompor as perdas dos aposentados que ganham mais de um salário mínimo.

Ele explicou que está havendo um “represamento” desses benefícios e disse que daqui a pouco essas aposentadorias mais elevadas estarão no mesmo patamar do salário mínimo.

fonte: Agência Câmara