Arnaldo Faria de Sá lamenta baixo reajuste para aposentados

PTB Notícias 17/04/2007, 10:14


O deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), em discurso no plenário da Câmara, lamentou o anúncio dado na semana passada de que o reajuste dos aposentados será de apenas 3,3%.

Para ele, essa é uma das situações de maior constrangimento propostas aos aposentados e pensionistas.

“É uma verdadeira falta de respeito, de atenção, de consideração para com os aposentados e pensionistas.

A cada novo ano, cerca de 300 a 500 mil aposentados deixam de receber um pouco mais de um salário mínimo e caem para o piso de um salário”, revelou o parlamentar.

Arnaldo lembrou que foi determinada a emenda à medida provisória do salário mínimo, para que o mesmo percentual do salário mínimo seja estendido a aposentados e pensionistas.

“A culpa não é só do Executivo, mas desta Casa também, porque temos mecanismos e não os usamos para pressionar o Poder Executivo a exigir que trate com o devido respeito aposentados e pensionistas.

Aliás, está em vigor o Estatuto do Idoso, que foi votado por esta Casa.

Pelo Estatuto do Idoso, esse percentual é um desrespeito, é uma agressão aos idosos”, afirmou o deputado do PTB.

“Conclamo esta Casa a aprovar, na emenda da medida provisória do salário mínimo, uma possibilidade de reajuste igualitário do salário mínimo a aposentados e pensionistas, porque o prejuízo tem sido muito grande.

Vários aposentados e pensionistas tem ganhado ações no Juizado Especial Previdenciário.

Isso prova que há uma defasagem acentuada de cerca de 75% a 80%.

Esta Casa tem de criar vergonha na cara e corrigir essa distorção”, finalizou o parlamentar petebista.

Agência Trabalhista de Notícias