Arnaldo Faria de Sá pede informação a governadores sobre impacto de piso

PTB Notícias 4/08/2011, 16:29


O presidente da comissão especial criada para analisar propostas de emendas à Constituição (PECs) relacionadas à segurança pública, deputado federal Arnaldo Faria de Sá, do PTB de São Paulo, enviou ofício a todos os governadores pedindo que informem, em até duas semanas, o impacto na folha de pagamento da implantação do piso nacional para policiais e bombeiros, previsto nas PECs 300/08 e 446/09.

No ofício, a comissão também pede o valor do salário inicial dos profissionais da área.

O parlamentar petebista quer informações oficiais para subsidiar a criação de um fundo constitucional, cujo objetivo é viabilizar o piso de cerca de R$ 3.

500.

“Temos algumas informações desencontradas”, disse o deputado.

Faria de Sá disse ainda que, depois de elaborar um estudo técnico sobre o assunto, a comissão vai buscar um acordo para a votação da PEC 300 em segundo turno neste ano.

A proposta foi aprovada em primeiro turno em julho do ano passado.

Criada no fim de junho, a comissão especial se reuniria pela primeira vez nesta quarta-feira (03/08/2011) para votar requerimentos de debate, mas o encontro foi cancelado por falta de quórum.

Outra reunião foi marcada para a próxima quarta (10/08/2011), às 15h.

Além do piso salarial, o grupo deverá buscar acordo para todas as PECs que tratam das carreiras de segurança pública, como a de criação da Polícia Penal (PEC 308/04) e a PEC dos Delegados (549/06).

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da Agência Câmara de Notícias