Arnaldo Faria de Sá repudia críticas aos que votaram contra CPMF

PTB Notícias 19/12/2007, 10:42


O Deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP) repudiou as críticas que têm sido feitas àqueles que se posicionaram contra a CPMF.

Em discurso no Plenário, o Parlamentar do PTB disse que a saúde, com ou sem CPMF, não terá melhora: “Lutamos aqui.

O fato de termos segurado 4 meses a tramitação da emenda sem dúvida propiciou que o Senado Federal pudesse ter essa vitória, que não é dele, que não é do Congresso Nacional, mas de toda sociedade brasileira.

A CPMF foi criada para resolver o problema da saúde.

Não resolveu e é cobrada há mais de 10 anos.

Portanto, sua prorrogação seria apenas um efeito financeiro, a saúde financeira ganharia muito com sua manutenção.

A sociedade terá, ano que vem, independentemente de qualquer programa de Governo, 40 bilhões de reais a mais na economia, que poderão representar uma injeção extremamente importante”, afirmou Arnaldo Faria de Sá.

“Quero, neste momento, repudiar aqueles Ministros que têm tentado intimidar esta Casa com cortes em emendas parlamentares.

Cortem o que quiserem, venham para cima que estamos preparados para aquilo que querem fazer.

O Congresso Nacional mostrou sua independência e altivez com a derrota da CPMF”, complementou.

“Se na Venezuela o parlamento se mostrou independente com relação a Chávez, aqui se mostrou com relação à CPMF.

Uma atitude que o Congresso precisava, até porque o que tem acontecido com a Câmara, nas 3 últimas semanas e nesta semana é o desgaste, sua desvalorização total.

Espero que os Srs.

Deputados acordem para esta realidade: estamos valendo nada por culpa de nós mesmos; admitimos esse jogo sórdido, que nos joga na vala comum de aceitarmos não fazer nada.

Não precisávamos atrapalhar no Senado a votação da CPMF, agora não podemos atrapalhar a votação da DRU”, concluiu o Deputado.

Agência Trabalhista de Notícias