Arnon quer incentivo e prioridade de atendimento no SUS para doadores

PTB Notícias 11/05/2016, 8:13


Para aumentar o número de doadores de órgãos no Brasil, o deputado Arnon Bezerra (PTB-CE) sugere a criação de benefícios, como isenções fiscais e a possibilidade de preferência de atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS) não só aos doadores, como também aos familiares.

“Quero trazer para a sociedade uma discussão que venha a estimular a doação, por exemplo, de um rim – que pode ser tanto de pessoa falecida, quanto de pessoa viva.

Com o advento de alguns incentivos, a gente pode despertar nos cidadãos a vontade de colaborar.

O doador estará fazendo um gesto humanitário e recebendo benefícios também”, afirmou Arnon Bezerra, que é médico.

O parlamentar destaca que um número significativo de pessoas deixa de permitir a doação de órgãos pós-morte, e até mesmo em vida, por falta de informação.

Além disso, segundo ele, existe uma “burocracia enorme” para fazer uma doação entre amigos, e até mesmo entre parentes.

Na opinião do deputado, se houver a possibilidade de o doador receber algum benefício em vida e, no caso de falecido, deixar o benefício para seus familiares, o número de doadores seria muito maior.

Arnon Bezerra também lembra que uma pessoa que tem uma doença crônica, por exemplo, no coração, no rim ou no fígado, vive com uma série de limitações.

“A gente pode ver a diferença entre um paciente portador de uma doença crônica e um paciente transplantado.

Realmente é um novo renascer.

A pessoa se inclui novamente no mercado de trabalho, na sua vida social, portanto, gozando em plenitude desse presente que Deus nos dá, que é a vida”, ressaltou.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da assessoria da Liderança do PTB na Câmara dos DeputadosFoto: Jotaric/Câmara dos Deputados