Articulação de Zambiasi garante recursos do plano emergencial para Pelotas

PTB Notícias 16/10/2009, 12:49


Foi liberado nesta semana a terceira e última parcela do repasse ao município de Pelotas no valor de R$ 6,5 milhões destinado à recuperação dos danos ocasionados com a enxurrada que devastou a região, no final do mês de janeiro.

O recurso total foi de R$ 18,5 milhões assegurados, no inicio de março, junto ao Ministério da Integração Nacional.

Segundo o vice-prefeito da cidade gaúcha de Pelotas, Fabrício Tavares, o apoio do senador Sérgio Zambiasi, do PTB do Rio Grande do Sul, e da sua equipe, na articulação junto ao Ministério resultou na liberação dos recursos.

“Houve uma demora no depósito da última parcela, o que estava impedindo a conclusão das obras especificadas no plano de recuperação da infraestrutura danificada ocorrida com a enorme incidência de chuvas da época.

A articulação do senador Zambiasi com o Governo Federal foi fundamental na agilização deste processo”, afirmou o vice-prefeito, Fabrício Tavares.

O senador Sérgio Zambiasi participou de diversas audiências no Ministério da Integração, juntamente com o vice-prefeito de Pelotas, Fabrício Tavares que esteve representando o prefeito Adolfo Antonio Fetter.

Segundo o vice-prefeito de Pelotas, a terceira parcela será destinada à construção de 174 habitações de interesse social, conclusão trabalhos em andamento e abertura dos últimos processos licitatórios para conclusão das obras previstas no plano emergencial.

Com os dois repasses a prefeitura já realizou obras de pavimentação asfáltica em diversas vias do município e em algumas, o trabalho ainda está em andamento.

Além disso, estão sendo elaborados projetos executivos para construção de 35 pontes de concreto (24 na zona rural e 11 na zona urbana) está sendo licitada a obra de recuperação da adutora da Estação de Tratamento de Água do Moreira, que abastece grande parte da cidade e intervenções no sistema pluvial.

Histórico: No dia 29 de janeiro, Pelotas foi atingida por uma enxurrada que abalou a infraestrutura do município.

Desde então, o município vem sendo alvo de constantes chuvas e vendavais.

A verba destinada para Pelotas é utilizada em ações emergenciais de recuperação em razão dos danos provocados.

Construção de residências, recuperação do sistema de abastecimento de água, sistema de drenagem urbana e a segurança da barragem da Santa Bárbara e seus canais extravasores.

Restabelecer o sistema da Estação de Tratamento de Água do arroio Moreira que teve suas instalações e equipamentos atingidos pela cheias deixando uma parcela do bairro Fragata sem o abastecido de água tratada, restabelecido temporariamente, de forma precária por meio de caminhões pipa na época.

Reparar os sistemas de bombeamento das casas de bombas de drenagem e instalar novos grupos para evitar os alagamentos como os ocorridos nas comunidades da Vila Castilhos, Vila Farroupilha e Cerquinha, bem como a zona onde está localizada a Estação Rodoviária de Pelotas e entorno.

Restabelecer as Condições de Segurança da Barragem e do Canal da Santa Bárbara, dos equipamentos elétricos da Usina de Recalque de Água Bruta do Arroio Pelotas, e do sistema de drenagem que foram fragilizadas.

Reconstrução de pontes em concreto e pedra, localizadas no 3°, 4°, 5°, 6° e 7° distritos da área rural de Pelotas.

Revestimento asfáltico da pavimentação danificada, e realização de ações de recuperação do pavimento, operação tapa buraco e sela trinca.

Estas são as ações previstas no projeto para utilização deste recurso.

O projeto visa o restabelecimento da normalidade no cenário de desastre estabelecido pela enchente, que para tanto, são necessários grandes investimentos, que são impossíveis de serem executados somente com recursos próprios do Município, portanto, tornou-se imprescindível o aporte imediato de recursos do Governo Federal, no sentido de minimizar os efeitos devastadores na vida da população.

fonte: Luzi Pimentel – Assessoria de imprensa do Senador Sérgio Zambiasi (PTB-RS)