“As eleições de 2020 serão um marco para o PTB”, afirma Graciela Nienov em encontro de mulheres em Cuiabá

Agência Trabalhista de Notícias 9/12/2019, 20:35


Imagem Crédito: Jardel da Silva/Divulgação

Vez, Voz e Voto. Esse é o nome da série de encontros que o PTB Mulher está realizando neste ano de 2019 para preparar e qualificar as mulheres petebistas às eleições municipais de 2020, e aumentar a participação feminina na construção de políticas públicas que atendam o conjunto da população. Depois de passar por Balneário Camboriú (SC), Goiânia (GO), São Luís (MA) e Brasília (DF), o evento foi realizado agora em Cuiabá.

O encontro, que ocorreu na sexta-feira (6), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, contou com a presença da presidente nacional do PTB Mulher, Graciela Nienov, do presidente estadual do PTB, Chico Galindo, e da primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro. Também compareceram a presidente estadual do PTB Mulher, Juliana Saturno, a ex-deputada federal Cristiane Brasil (RJ), vereadores e militantes petebistas.

Na abertura do encontro, Graciela Nienov afirmou que o movimento feminino petebista tem como foco, visão e missão o empoderamento das mulheres. A dirigente destacou o vanguardismo do PTB na defesa da participação das mulheres na política e nos órgãos de direção partidária.

“Trouxemos o encontro Vez, Voz e Voto a Cuiabá para dizer a vocês que nós, mulheres, queremos e podemos, sim, participar da política. Temos competência, garra, disposição, lealdade ao partido. Aliás, duvido que haja algum partido que tenha um movimento feminino tão organizado e aguerrido como o nosso. As mulheres petebistas têm força, são pessoas de fibra e coragem. E, a partir da mobilização que estamos fazendo em todo o Brasil neste ano, temos a certeza de que as próximas eleições, em 2020, serão um marco para o PTB. Vamos sair na frente, porque há muito tempo já atuamos para mostrar como a participação da mulher é importante na construção de um país mais justo”, disse.

Além de reiterar que o PTB abomina a prática de usar as chamadas “candidatas laranja”, Graciela Nienov destacou que as mulheres gostam, sim, de participar da política, ao contrário do que alguns afirmam.

“Aqui no PTB não tem laranja, não tem esse problema. Até porque o nosso presidente Roberto Jefferson abomina essa prática. E ele nos fornece todo o apoio que precisamos para conquistar o nosso espaço. Até porque é mentira dizer que a mulher não gosta de política. O que a mulher não gosta é de ser usada. O que a mulher não gosta é de ser chamada somente para preencher vagas. Mas isso não acontece aqui no PTB, porque aqui a mulher tem vez e voz. Aqui nós chamamos para participar, ouvimos, entendemos o que as mulheres querem e procuramos dar respostas. Aqui a mulher tem voto, e todo o apoio para ser votada”, declarou.

Já Chico Galindo ressaltou a importância da realização do encontro, e elogiou a liderança de Roberto Jefferson. Para Galindo, o movimento é forte principalmente pelo apoio integral dado pelo presidente, que sempre estimulou a participação das mulheres na construção partidária.

“Neste evento do PTB Mulher, é importante que a gente lembre a liderança exercida pelo nosso presidente Roberto Jefferson. Ele é o nosso grande líder e acredita na força da mulher. E, graças a esse apoio, a presidente Graciela Nienov tem realizado um excepcional trabalho, fortalecendo principalmente a base do partido. Aqui, em Mato Grosso, temos o maravilhoso trabalho exercido pela Juliana Saturno, que multiplicou a quantidade de mulheres atuando na política partidária. E é assim que o PTB segue trabalhando: com a união fazendo a nossa força. Com os homens e mulheres trabalhando em sintonia, vamos conquistar grandes vitórias nas próximas eleições. E tenho a certeza que o fortalecimento da presença da mulher na política vai fazer com que, um dia, nem seja mais necessária essa cota de 30%. As mulheres vão conquistar seu espaço com naturalidade e graças à sua competência e capacidade de trabalho”, concluiu.

Sob nova direção

Durante o encontro, a presidente do PTB Mulher de Mato Grosso, Juliana Saturno, convidou a primeira-dama Márcia Pinheiro para se filiar ao partido. Márcia, que é mãe do deputado Emanuel Pinheiro Neto, aceitou o convite e, a partir de agora, presidirá o movimento feminino no Estado.