Audiência presidida por Tião Medeiros discute ligação à municípios sem acesso asfáltico no Paraná

PTB Notícias 20/09/2016, 9:03


Imagem Crédito: Dálie Felberg/Alep

[vc_row][vc_column][vc_column_text css=”.vc_custom_1474485046400{margin-bottom: 0px !important;}”]Dos 399 municípios paranaenses, apenas quatro não têm ligação asfáltica com as cidades vizinhas. Uma audiência realizada na segunda-feira (19) na Assembleia Legislativa do Paraná discutiu a situação de Doutor Ulysses, Guaraqueçaba, Coronel Domingos Borges e Mato Rico. Os quatro municípios ainda não foram contemplados pela malha asfáltica estadual. Presidida pelo deputado Tião Medeiros (PTB), o objetivo da audiência foi ouvir lideranças locais, além de representantes do governo do Estado, para debater a melhor forma para resolver o problema.

Para Tião Medeiros, a reunião foi proveitosa. “O objetivo comum é elaborar um cronograma para que esses municípios possam viabilizar essas obras de asfaltamento de seus acessos viários. Essas obras são de extrema importância para o desenvolvimento dessas cidades. Porém não podemos esquecer que isso acontece num ato contínuo de licenciamento ambiental, projeto de engenharia, captação de recursos e execução da obra”, lembrou.

De acordo com o diretor do Departamento de Estradas e Rodagens (DER), Amauri Medeiros Cavalcanti, o governo tem total interesse na pavimentação das rodovias. Segundo ele, os trechos de Mato Rico e Coronel Domingos Soares já possuem os projetos prontos. Já o projeto de Doutor Ulysses deve ficar pronto nos próximos meses. A situação mais complicada é de Guaraqueçaba, por questões ambientais.

“Os dois primeiros acessos estão previstos no programa do empréstimo do Banco Mundial ao governo do Estado, que está em fase de liberação por parte do governo federal. O projeto de Doutor Ulisses está em fase de conclusão e deve ficar pronto nos próximos meses. Já o projeto de Guaraqueçaba, que é um acesso muito importante e esperado para a região, apresenta dificuldades maiores por causa das questões ambientais”, explicou Cavalcanti.

A audiência foi proposta pelo presidente da Comissão de Obras Públicas, Transportes e Comunicação da Assembleia Legislativa, Tião Medeiros, e pelos deputados Nereu Moura e Professor Lemos.

Com informações da assessoria do deputado Tião Medeiros (PTB-PR)[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]