Auricchio diz que projeto do piscinão de S.Caetano fica pronto em 90 dias

PTB Notícias 3/02/2009, 9:22


O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PTB), anunciou ontem que o projeto executivo do piscinão Jaboticabal será finalizado em 90 dias.

Após este prazo, serão 24 meses até que o reservatório fique pronto.

A notícia surgiu depois de um encontro com o superintendente do Daee (Departamento de Águas e Energia Elétrica), Ubirajara Tannuri Félix, responsável pela obra.

Divulgado com exclusividade pelo Diário em agosto, o piscinão terá capacidade para 500 mil metros cúbicos de água e deve consumir R$ 40 milhões em investimento do governo estadual.

Localizado nas proximidades da Via Anchieta e próximo ao Ribeirão dos Meninos, o reservatório será feito em sua totalidade sobre território da Capital.

Porém, beneficiará diretamente São Caetano.

A cidade é uma espécie de “funil” do Grande ABC, recebendo águas de quase todas as cidades vizinhas.

Não é incomum ocorrerem fortes chuvas apenas nos municípios próximos e as consequências serem sofridas pelos bairros de São Caetano localizados em áreas de várzea.

A notícia dada pelo Daee agradou a Auricchio.

“Está em fase final de projeto.

Até o início do segundo semestre, o piscinão segue para licitação.

Será algo muito importante para a cidade.

Vai dar uma ajuda muito grande”, explicou.

O investimento no piscinão Jaboticabal é parte dos R$ 300 milhões que a Secretaria de Estado de Saneamento e Energia pretende colocar no Grande ABC nos próximos sete anos.

A verba é destinada ao Plano de Macrodrenagem da Bacia do Alto Tietê e foi divulgada em agosto pela responsável pela Pasta, Dilma Seli Penna.

O prefeito disse ainda que pretende cumprir até o fim de março a promessa de tratar integralmente o esgoto do município.

A previsão inicial era de que as obras estariam encerradas em outubro, mas problemas técnicos inviabilizaram o cumprimento do que foi dito.

Auricchio explica que restam 70 metros de perfuração e construção do emissário.

Dutos da Petrobras e trilhos da CPTM são obstáculos que têm atrapalhado o desfecho da obra.

“É a parte mais trabalhosa de todo o projeto.

” Agência Trabalhista de Notícias com informações do Diário do Grande ABC