BA: Edvaldo e Antonio Brito participam de sessão sobre anemia falciforme

PTB Notícias 11/08/2015, 7:43


A Câmara Municipal de Salvador (BA) foi palco, na segunda-feira (10/8/2015), da primeira reunião da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados para Avaliação das Políticas de Assistência Social e Saúde da População Negra, realizada fora de Brasília.

A atividade tratou de anemia falciforme.

A sessão foi requerida pelo presidente da Frente Parlamentar de Apoio às Santas Casas, Hospitais e Entidades Filantrópicas do Legislativo soteropolitano, vereador Edvaldo Brito (PTB).

O debate foi conduzido pela presidente da Subcomissão Especial de Assistência Social e Saúde da População Negra, deputada Benedita da Silva (PT-RJ), e contou com a participação dos deputados Antonio Brito (PTB-BA), também relator da subcomissão, e Jorge Solla (PT-BA).

O segundo encontro será realizado no Rio de Janeiro.

“Este é um tema que tem que ser defendido na Câmara Federal pelos deputados baianos, pois temos aqui no Estado um grande contingente de pacientes com doença falciforme.

Precisamos de políticas públicas para reduzir a mortalidade e ampliar a assistência”, disse o presidente da Câmara de Salvador, vereador Paulo Câmara (PSDB).

“Assim como a doença falciforme, a nossa comissão busca atendimento especial para a população negra em relação à obesidade, HIV e tuberculose, enfermidades que afetam a população negra de um modo especial.

Propomos ao governo federal a realização de estudos para saber porque elas acometem os negros de modo especial e como combatê-las”, destacou Benedita da Silva.

A vice-prefeita Célia Sacramento participou do evento e enfatizou a importância da reunião ser realizada em Salvador.

“Essa comissão está tratando de questões que são nossas, a cidade mais negra do país.

Após esse debate nós estaremos criando um marco na saúde pública com atenção especial à população negra”, afirmou.

Anemia falciformeA anemia falciforme é uma doença genética que se caracteriza por uma alteração nos glóbulos vermelhos.

Eles adquirem o aspecto de uma foice e endurecem, o que dificulta a passagem do sangue pelos vasos.

Na Bahia, onde a população negra é maior, a doença atinge um em cada 650 indivíduos nascidos vivos.

O vereador Edvaldo Brito destacou que achou apropriado que a Câmara acolhesse o evento por se tratar de uma doença com grande incidência entre os negros.

“Não é possível que não se tenha sensibilidade para as necessidades específicas da população negra.

Temos o desafio de lutar por uma política pública inclusiva”, ressaltou.

O deputado Antonio Brito afirmou que a subcomissão também trabalha para melhorar a situação da população negra em relação à seguridade social.

“É preciso promover o acesso da população negra às oportunidades de tratamento e assistência pelo Sistema Único de Saúde (SUS), bem como aos programas de assistência social.

” O deputado Jorge Solla destacou que o desejo da comissão, da qual também é membro, é avançar no tratamento da anemia falciforme.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da Câmara Municipal de SalvadorFoto: Reginaldo Ipê/Câmara Municipal de Salvador