BA: Irma Lemos se emociona com relatos de mães que perderam bebês

PTB Notícias 23/02/2015, 7:56


Na sessão especial realizada na sexta-feira (20/2/2015) na Câmara de Vitória da Conquista (BA), a vereadora Irma Lemos (PTB) se emocionou com o relato sobre a mãe que perdeu um filho há dez meses.

Esta mãe revelou que também sofreu muito nos hospitais do município, não no Esaú Matos.

“Até para retirar meu filho daqui para São Paulo, eu sofri.

Eu tive que chegar no hospital e falar que eu ia procurar a Justiça para retirar meu filho”, desabafou a mãe.

Porém, apesar de lamentar os fatos ocorridos no Esaú Matos e amplamente divulgados pela imprensa, a vereadora afirmou que sempre escuta elogios ao hospital.

“Para mim as pessoas vem falando bem do hospital”, detalhou.

Irma Lemos destacou o trabalho do diretor-presidente da Fundação de Saúde de Vitória da Conquista (FSVC), padre Edilberto Amorim: “Eu tenho certeza que o trabalho do padre Edilberto ali dentro é de excelência, é nota mil, porque eu conheço o padre, todos nós conhecemos a fazenda Cotefave [Comunidade Terapêutica Fazenda Vida e Esperança], e sabemos do trabalho realizado lá”.

A edil acredita que o problema é pontual e que os fatos ocorridos não retratam uma constância no hospital.

Ainda assim, alertou para a necessidade de se promover o debate, como na sessão especial, no sentido de se identificar erros e soluções.

“Esta Casa fez o que tinha que fazer e cada vez que recebermos uma denúncia vamos fazer isso”, esclareceu.

Em sua fala, Irma Lemos ainda parabenizou a secretária municipal de Saúde, Márcia Viviane, e o padre Edilberto, que no dia 10 de fevereiro, logo após os partos na recepção do hospital, estiveram na Câmara de Vitória da Conquista prestando esclarecimentos sobre o Esaú Matos.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da Câmara de Vereadores de Vitória da ConquistaFoto: Divulgação/Assessoria